HL7762-Asiana-Airlines-Airbus-A320-200, Foto - Airport Hitachi
Aeronave acidentada: Airbus A320-232, prefixo HL7762 (Foto: Airport Hitachi)

A colisão com uma antena de telecomunicações pode ter sido a causa do acidente durante a aterrissagem do avião da companhia sul-coreana Asiana no aeroporto de Hiroshima, no sul do Japão, uma manobra que deixou 22 pessoas levemente feridas. O Airbus A320 derrapou e saiu da pista.

Segundo informações preliminares, uma das rodas do trem de pouso teria batido com uma antena instalada perto da pista durante o pouso, informou nesta quarta-feira (15) um porta-voz do Ministério de Transporte do Japão à agência “Kyodo”.

antena
Danos na área de antenas de comunicação no Aeroporto de Fukushima. (Foto: Muneyuki Tomari / Kyodo News / via AP Photo)

O avião com origem em Incheon, na Coreia do Sul, voo OZ162, aterrissou pouco depois das 20h locais (8h da terça, 14, em Brasília), com 74 passageiros e oito tripulantes a bordo.

Aeronave acidentada - Airbus A320-232, prefixo HL7762, Foto Kyodo, Reuters 2
Aeronave acidentada, momentos após o pouso: Airbus A320-232, prefixo HL7762 (Foto: Kyodo News / Reuters)
Aeronave acidentada - Airbus A320-232, prefixo HL7762, Foto Kyodo, Reuters 3
Aeronave acidentada, momentos após o pouso: Airbus A320-232, prefixo HL7762 (Foto: Kyodo News / Reuters)

Após tocar no chão, a aeronave percorreu metade da pista antes de derrapar, sair do trajeto e fazer uma curva de 180 graus à esquerda, segundo explicaram funcionários do aeroporto.

Aeronave acidentada - Airbus A320-232, prefixo HL7762, Foto Kyodo, Reuters
Avião da Asiana Airlines é visto após derrapar para fora da pista durante o pouso no Aeroporto de Hiroshima, no Japão. O Airbus A320 chegava de Seul, na Coreia do Sul, na manhã desta quarta-feira (15), no horário local (Foto: Kyodo News / Reuters)

Todas as pessoas a bordo conseguiram abandonar o avião utilizando uma rampa inflável de emergência.

Aeronave acidentada - Airbus A320-232, prefixo HL7762, Foto Kyodo, Reuters 1
Aeronave acidentada: Airbus A320-232, prefixo HL7762 (Foto: Kyodo News / Reuters)

Na roda esquerda do trem de pouso da aeronave foram encontradas partes da antena quebrada, que tinha 6,4 metros de altura e estava instalada a cerca de 300 metros da cabeceira da pista.

Além disso, a estrutura danificou a asa e o motor esquerdo do Airbus, atingindo também parte da cauda.

Turbina Aeronave acidentada - Airbus A320-232, prefixo HL7762, Foto Kyodo, Reuters
Turbina da aeronave está danificada. (Foto: Muneyuki Tomari / Kyodo News / via AP Photo

“O avião balançou antes de aterrissar, depois deu a impressão de remeter ao tocar no chão”, contou um passageiro à “Kyodo”. Outra pessoa disse que depois da derrapagem foi possível ver fogo em um dos motores, provocando uma fumaça que começou a entrar no interior da aeronave.

Três integrantes da Comissão de Segurança no Transporte do Japão começaram uma investigação sobre o acidente. A Coreia do Sul e a Asiana também enviaram especialistas para analisar o caso.

Apesar de as condições de visibilidade não serem boas no momento do incidente (havia nevoeiro e chuva moderada), a suspeita é que o piloto desceu demais o avião ao se aproximar da pista.


FONTE: G1, Euronews – EDIÇÃO: Cavok

IMAGEM DE ABERTURA: Meramente ilustrativa

DEMAIS IMAGENS: Retratam o evento

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Ta me parecendo que aproximou muito baixo pra pouso ! Essa antena não é de comunicação, é o localizador do ILS ! Da pra ver que ele bateu na iluminação de cabeceira também (ALS) !

  2. Mais 20m de derrapagem e a aeronave teria rolado ladeira abaixo…..essa pista é construída sobre um aterro….

Comments are closed.