Eurocopter EC155, prefixo PP-LLS (Foto - Lvcivs - AirTeamImages)
Aeronave acidentada: Eurocopter EC155, prefixo PP-LLS (Foto: Lvcivs / Airplane-Pictures.net)

Entre as vítimas, o filho mais novo de Geraldo Alckmin, governador de SP.

Thomaz Alckmin, 31, filho mais novo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é um dos cinco mortos na queda de um helicóptero sobre uma casa de um condomínio em Carapicuíba, na Grande São Paulo. A informação foi confirmada pelo governo do Estado. O acidente aconteceu por volta das 17:20 hs desta quinta-feira (2).

Auxiliares do governador disseram que Thomaz estava como copiloto. Além dele, morreram o piloto e três mecânicos de aeronaves. O helicóptero chegou a atingir duas casas – uma pronta, outra em construção -, mas ninguém ficou ferido em solo.

De acordo com a Anac, o helicóptero modelo EC 155 B1, fabricado pela Eurocopter France, tinha capacidade para nove passageiros, foi adquirido em fevereiro deste ano pela empresa Seripatri Participações – da área de importações – e sua situação de aeronavegabilidade era normal.

A Seripatri divulgou uma nota através de sua assessoria lamentando o “trágico acidente”. Segundo a empresa, ocupavam a aeronave “o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção”.

gnews_caihelicoptero_20150402173806
Helicóptero caiu sobre casa em reforma. (Foto: Reprodução/GloboNews)
gnews_caihelicoptero_20150402173827
Aeronave ficou destroçada. (Foto: Reprodução/GloboNews)
helicoptero_20150402173617_1
Tripulação fazia voo de manutenção. (Foto: Reprodução/GloboNews)

A Seripatri disse que o “acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva”.

O acidente aconteceu dentro do condomínio Fazendinha. De acordo com um funcionário da portaria do condomínio, que viu a queda, a aeronave chegou a atingir duas casas e danificou o telhado de uma delas. Parte do helicóptero ficou sobre a outra casa, ainda em construção. “O motor (da aeronave) está no banheiro dessa casa em obras”, afirmou.

A maior parte dos destroços acabou caindo no chão, entre árvores. Quando chegaram ao local, bombeiros retiraram moradores e curiosos do entorno. De acordo com o funcionário, a perícia chegou ao endereço por volta das 20h.

Uma equipe do 4º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Seripa-4) foi enviada ao local para investigar as causas da queda da aeronave.

Nota da empresa dona do helicóptero
Leia a íntegra da nota divulgada às 19h11 desta quinta:

“A Seripatri lamenta profundamente a morte dos quatro ocupantes do helicóptero de propriedade da empresa, em um trágico acidente na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira (2/4). Ocupavam a aeronave o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção. O acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva. O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem. Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri está prestando toda a assistência necessária aos familiares das vítimas, bem como já destacou profissionais para acompanhar junto às autoridades as investigações das causas do acidente.”

FONTE: G1, UOL – EDIÇÃO: Cavok

IMAGEM DE ABERTURA: Aeronave acidentada,

DEMAIS IMAGENS: Retratam o evento

Anúncios

5 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma notícia triste de vítimas fatais nessa incrivelmente contínua lista de acidentes envolvendo aeronaves. Não me lembro de ter visto/ouvido sobre tantos acidentes num mesmo espaço de tempo. Pedimos que Deus dê forças às famílias enlutadas.

  2. Seja quem for a vítima, importante ou não, ficamos preocupados e ainda absortos pelo número delas nos últimos meses e passamos a depender muito além da tecnologia para continuar se atrevendo a viajar nestas naves. Neste aparentemente uma pá se desprendeu da aeronave e pergunto, quais as chances disto acontecer?

  3. Lamentável, cinco vítimas violentamente ceifadas (e com resultados brutais em todos os sentidos: já rolam na net imagens dos corpos dilacerados). Que descansem em paz.

    As notícias do acidente ficaram superficiais por horas, ninguém sabia qual era o tipo de helicóptero caído (embora a evidente cauda em fenestron desse uma pista importante).

    De início, um iluminado qualquer ousou soprar para a produção do Marcelo Rezende que o caído era uma aeronave "também utilizada pelo Exército Brasileiro, numa versão mais antiga", mas parou por aí.

    As mocinhas repórteres chegaram a noticiar ser um "Eurocopter modelo France", coitadinhas.

    E pelo menos vivi para ver o Datena admitir que é leigo de tudo em aviação (em ocasiões anteriores, notadamente em crises internacionais onde houve operações aéreas, vi o jornalista "chutar" um monte de coisa e invocar a presença de um tal "F-14 Eagle"). Dessa vez, presenciei a fala de um especialista, do começo ao fim na participação, revelando o EC155 (que ninguém chamou de Dauphin)…

  4. Pelo video que a Record divulgou,parece que as pás se desprenderam mesmo

  5. Depois desse incidente no Condomínio foram analisadas varias fotos e imagens da aeronave parece mesmo a principio que as Pás se soltaram mas estão com outras suspeitaas e as investigações do ocorrido ainda não acabaram.

Comments are closed.