Há exatos 50 anos o Homem realizava a sua maior façanha: caminhar sobre a superfície de outro mundo.

Naquele longínquo dia de julho de 1969, pela primeira vez – na história conhecida – uma espécie viva deixava a Terra e caminhava sobre a superfície de outro mundo. Era o Homem em sua insipiente conquista das Estrelas.

Tudo que precisava ser escrito sobre tal façanha já foi escrito. Resta a nós agora reverenciar e admirar aqueles bravos argonautas, que se fizeram ao desconhecido em verdadeiras cascas de noz. Cabe a nós e as gerações futuras entender do por que a Lua foi abandonada e não repetir o erro de perder tamanha tecnologia.

A última vez que um Ser humano lá esteve foi no dia 11 de dezembro de 1972, quando a NASA decidiu que a Apollo 17 seria o fim do projeto Apollo.

Existem centenas de explicações do por que a Lua foi abandonada. Podemos enumerar várias, mas não é o foco deste artigo. Infelizmente, ao deixar a Lua e acabar com o Programa Apollo antes do planejado (A NASA contratou até a missão Apollo 20), os EUA e, por conseguinte, o Mundo perderam uma das maiores tecnologias já desenvolvidas pela espécie humana. É verdade que uma boa parte perdura até hoje. Um exemplo disso é o seu computador, fruto direto da tecnologia lunar.

Entre a Apollo 11 e a 17 existiu um oceano de diferença. Externamente pode parecer que nada mudou, mas cada Apollo era melhor que a outra. A Lua foi abandonada no ápice da tecnologia Apollo. O maior exemplo disso é fazer um comparativo entre o módulo lunar Eagle (da Apollo 11) e o módulo lunar Challenger (da Apollo 17). Enquanto o primeiro tinha como função – e nada mais – pousar e recuperar, o segundo foi um verdadeiro laboratório. O Eagle só tinha capacidade para ficar algumas horas na superfície da lua, enquanto o Challenger permaneceu 75 horas, sendo 22 horas de atividades extra-veiculares. Se a Apollo 20 tivesse voado, eles teriam permanecido uma semana na superfície! Imagine o quão de ciência e conhecimento poderia ter sido adquirido.

A Conquista da Lua começou com a Guerra Fria, num ambiente perigoso. Chegar à lua era mais um objetivo militar do que científico. Para ambos os lados. EUA e URSS.

A corrida para desenvolver veículos capazes de chegar à lua culminou no desenvolvimento de ICBMs maiores e letais. Em giroscópios extremamente precisos. Em técnicas de navegação que hoje, ao utilizarmos o GPS no celular, nem nos damos conta que é uma tecnologia desenvolvida para destruir com precisão.

A história Humana é feita de conquistas, de desafios. Um pequeno Ser, que nos primórdios de sua existência era caçado nas savanas como mais um alimento na cadeia alimentar dos grandes predadores, agora era senhor de seu Mundo. Caminhar sobre a Lua foi reconhecer o direito de que essa região do Universo pertence ao Homo Sapiens.

Em 1906 o Homem ganhava os céus e, para nosso orgulho, pelas asas de um brasileiro. Seis décadas depois o Homem pisava em outro mundo. A Lua foi só um ensaio para o grande dia em que os grilhões da Gravidade forem rompidos.

“Este é um pequeno passo para um Homem, um salto gigantesco para a Humanidade” Neil Armstrong, Apollo XI

“O vale da história viu a Humanidade completar seus primeiros passos evolutivos no Universo, deixando o planeta Terra e avançando para as Estrelas.” Eugene Cernan, Apollo XVII


– Giordani –

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. Este é um dos exemplos que fazem com que para mim seja impossível acreditar em feitos impossíveis.
    Como expressão vivente de um Universo em evolução ininterrupta, o ser humano, além de ser dotado de uma inteligência que se desenvolve a medida que sua percepção das coisas aumenta e suas experiências se sucedem, é impulsionado por uma vontade de realização inabalável, o que faz com que nos lancemos a todo tipo de aventuras para ir além do já alcançado, independente de todos os perigos e incertezas.
    Isto é realmente muito belo e emocionante.

  2. Mais de 400.000 pessoas envolvidas neste projeto e mais de 100 bilhões de dolares. Três mortos. Acho pouco para tamanho feito. A geração atual deve muito a conquista espacial americana, e mais ainda a inspiração que tal desafio gerou e motivou caras como Bill Gates. Toda criança naquela época sonahva em ser astronauta, e trabalhar para NASA. Os motovos pelo cancelamento são vários, desde a crise do petróleo a um maior foco na guerra fria, e fim da Guerra do Vietnã. Na década de 70 o boom econômico americano das décadas de 50 e 60 estavam no fim e problemas sociais eram muito maiores. Li dias atrás que quando Kennedy soube do chefe do programa espacial da NASA, dias antes de ser assassinado, que não teria o triunfo de ver o homem pousando na lua em seu segundo mandato, ele teria rapidamente mudado o discurso. Era para ter ocorrido em 67, mas escutou que somente poderia ser em 69. Ele perguntou ao chefe da NASA se deveriam continuar neste programa. Dias depois foi a ONU e em seu discurso falou que a conquista da Lua não deveria ser algo de uma única Nação, mas poderai ser repartida com União Soviética. Isso foi um coque para o projeto. Após sua morte, Lindom Johnsson não poupou recursos para a empreitada, cortou custos em todas as áreas menos para o programa espacial. Isso só era possível nos Estados Unidos da América. Imaginem as empreiteiras brasileiras metidas em um programa como esse? O quanto custaria? Fantástico e feito inigualável até hoje. Parabéns a todos que trabalharam no programa espacial americano.

  3. A conquista da lua, a queda do muro e a internet foram três conquistas que fizeram com que acreditassemos em uma era de ouro para a humanidade. Por fim, o que temos são:
    – os adoradores de regimes totalitários
    – a invasão do Estado nos aspectos mais íntimos do indivíduo
    – a decadência cultural
    – a desconexão das pessoas da realidade
    – a rede de mentiras liderada pela imprensa

  4. Por isso que eu acho muito difícil a exploração além da orbita terrestre por parte de empresas privadas, sempre foi o estado o "ser" que da um norte a coisas importantes.
    Eu atrelo o liberalismo ao comunismo, quem defende o comunismo é rico ignorante que tem tempo livre, o mesmo com o tal liberalismo, quando o "liberal" sobe ao poder a primeira coisa que o mercado pró liberal faz é perguntar ao eleito o que ele irá fazer ahah.

  5. O Homem e suas capacidades, podemos dizer que é uma criatura fantástica! Imaginar que num mundo analógico e de muitas limitações, pudesse realizar tal feito, só pode ser coisa de Deus. Quando você contempla de perto no Kennedy Space Center as engenhocas e a enormidade dos artefatos é que se chega a ter um pouco, mas muito pouco de como os americanos foram incríveis nesse projeto. Aplaudir é pouco. Que possamos contemplar novos passos, pela Lua, por Marte..