O veículo aéreo Nexus 4EX da Bell.

Depois de oferecer uma visão de sua proposta para os táxis aéreos na CES do ano passado, a Bell voltou a Las Vegas este ano com o que considera uma versão nova e aprimorada do Nexus 4EX, como agora é chamado de conceito, operando com menos rotores que o original e apresentando um novo modo totalmente elétrico para viagens com emissão zero nos centros urbanos.

A aeronave Nexus que Bell introduziu na CES no ano passado apresentava seis fans basculantes que repousavam como ‘panquecas’ quando o veículo estava no chão. Um sistema de propulsão híbrido com baterias a bordo, uma turbina a gás e um gerador elétrico fornecia energia a seis motores inteligentes, que por sua vez giram os hélices basculantes para levantar o Nexus e movê-lo pelo ar.

O redesenho da Bell apresenta apenas quatro rotores e pode ser configurado como uma aeronave híbrida-elétrica ou totalmente elétrica, flexibilidade que a empresa acredita que favorece melhor a aeronave para uso comercial. De acordo com o site de notícias de aviação FlightGlobal, a Bell espera que o Nexus 4EX seja capaz de voar com quatro a cinco passageiros, mais o piloto, em distâncias de cerca de 100 km (62 milhas) por vez e com velocidade de cruzeiro de 241 km/h (150 mph).

“A visão do Bell Nexus permanece a mesma, mas, adotando uma abordagem madura no nível do sistema para projetar um veículo visando o mercado, acreditamos que essa configuração desbloqueia um produto capaz, certificável e comercialmente viável”, disse Mitch Snyder, presidente e CEO da Bell.

Anúncios