A Boeing disse que respeita a decisão do Canadá de adquirir caças F/A-18A/B usados da Austrália. (Imagem ilustrativa)

A Boeing, que está em uma disputa com o governo canadense, disse na sexta-feira que continuaria procurando maneiras de trabalhar com o país, que na próxima semana deve anunciar o cancelamento da aquisição planejada de 18 caças F/A-18E/F Super Hornet.

Reconhecendo os relatórios da mídia que o Canadá, em vez disso, compraria caças F/A-18A/B Hornet usados da Austrália, a Boeing disse que “respeita” a decisão do governo, observando que isso significava que o país continuaria usando caças bimotores como o Super Hornet.

Isso sugere que a Boeing pensa que pode ainda estar no jogo quando o Canadá começar uma competição aberta para substituir os antigos caças CF-18 Hornet do país. Espera-se que o governo liberal anuncie os requisitos no início de 2019.


FONTE: Reuters

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. A Boeing sabe que governos passam e assim com este que está a frente do Canadá, vai passar. Mais cedo ou mais tarde, os Honets terão que ser substituídos e, provavelmente, será no próximo governo e aí as coisas podem ser bem diferentes. O problema que este bem diferente pode ser ainda bem mais diferente do que pensa a Boeing.

  2. Governo Liberal??? Como, se eles dão subsídios à Bombardier??

    No mais, cada um lute pela sua fatia do bolo! Se os canadenses querem assim, pois que assim seja feito! Só lembrem-se que os Hornets são um solução provisória… depois, o que vem? A briguinha de comadres com os EUA vai persistir, ou vão entubar Rafale/Typhoon neles??

Comments are closed.