A Boeing realizou o primeiro teste de voo com seu helicóptero H-47 Chinook Block II com as novas avançadas lâminas de rotor Chinook (ACRB).

“As novas lâminas adicionarão 771 kg de capacidade de içamento para os militares do Exército dos EUA”, anunciou a Boeing Defense na sua conta no Twitter no dia 16 de janeiro.

Desenvolvido pela Boeing e pelo Exército dos EUA, a ACRB é uma nova lâmina totalmente composta com um novo projeto de ponta. Voar com a ACRB é um marco importante no caminho para o Chinook Block II, uma série de atualizações focadas no aumento da carga útil, fornecendo pontos comuns em toda a frota e criando uma base para futuras atualizações acessíveis.

O H-47 Chinook Block II da Boeing é alimentado por tecnologias de ponta para elevar mais o envelope – especialmente em condições operacionais altas e quentes -, o que permite que os soldados atendam aos requisitos da missão de elevação pesada em todos momentos do dia. O Block II não apenas melhora a prontidão para os combatentes do Exército e das Operações Especiais dos EUA, como também limita os custos futuros de manutenção e garante que a frota Chinook esteja disponível para servir nas próximas décadas.

O programa também suporta uma base industrial essencial, permitindo que os principais fornecedores do setor aeroespacial permaneçam produtivos e salvaguardem os empregos americanos. Com mais de 950 Chinooks em 20 países, o programa continua a oferecer eficiência inigualável em custos de produção, manutenção e sustentação.

A primeira entrega está prevista para 2023. Eventualmente, o Exército dos EUA atualizará mais de 500 Chinooks para a nova configuração.

Anúncios