Jato T-50A produzido pela KAI em parceria com a Lockheed Martin.

A Bulgária está considerando a introdução do treinador avançado supersônico T-50 da Korean Aerospace Industries (KAI) para fortalecer sua prontidão de defesa. O país também está pensando em construir uma instalação de montagem local para transferência de tecnologia da KAI.

Segundo fontes da indústria e meios de comunicação em 15 de outubro, Krasimir Karakachanov, vice-primeiro ministro e ministro da Defesa da Bulgária, disse em entrevista aos meios de comunicação locais que o governo búlgaro está considerando a introdução do supersônico T-50 Golden Eagle produzido em conjunto pela KAI e Lockheed Martin. Ele acrescentou que o governo búlgaro também está pensando em construir uma fábrica de montagem T-50, indo além da simples compra de treinadores.

Isso significa que a Bulgária pretende adquirir tecnologia da KAI produzindo os treinadores localmente.

Nos últimos anos, a Bulgária intensificou os esforços para reforçar suas capacidades de segurança e defesa. Nesse contexto, o governo búlgaro decidiu comprar oito unidades dos caças F-16 Block 70/72 da Lockheed Martin no ano passado.

A KAI desenvolveu o T-50 Golden Eagle com a Lockheed Martin dos EUA de 1997 a 2006. Isso ajudou o governo búlgaro a escolher o treinador. O T-50 tem 13,14 metros de comprimento, 9,45 metros de largura e 4,94 metros de altura e pesa 6,3 toneladas, o que representa 77% do peso do F-16. Ele utiliza o motor F404-GE-102, usado no modelo F/A-18 dos EUA.

O T-50 possui uma alta velocidade de Mach 1.5, uma velocidade rara para um treinador e o mais recente sistema de vôo digital. Consequentemente, o F-50 é avaliado como adequado para os chamados caças de quinta geração, como o F-35 e o F-22. Tem um alcance máximo de 2.592 quilômetros e uma altitude máxima de 16 quilômetros.


Fonte: Business Korea

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Apesar da disparidade econômica, levo mais fé nos aliados do leste europeu (Bulgária, Hungria, Polônia e Romênia) do que nos ocidentais, com exceção do Reino Unido.

Comments are closed.