O P-51 Mustang “Sierra Sue II” é um dos poucos caças do tipo que voram na Segunda Guerra Mundial.

O caça da Segunda Guerra Mundial P-51D Mustang “Sierra Sue II”, do Wings of the North Air Museum, liderará uma formação do Heritage Flight da Força Aérea dos EUA sobre o US Bank Stadium durante o Super Bowl LII, no dia 4 de fevereiro. O Sierra Sue será o primeiro em uma formação diamante, que incluirá dois A-10 Thunderbolt IIs e um F-16 Fighting Falcon.

O P-51 “Sierra Sue II” será pilotada pelo renomado aviador americano Steve Hinton, para a Air Force Heritage Flight Foundation.

Steve Hinton voou mais de 150 tipos de aeronaves. Em 1979, tornou-se a pessoa mais jovem a estabelecer um novo recorde de velocidade mundial numa distância de 3 quilômetros para aeronaves com pistão em um Mustang P-51 altamente modificado. Membro fundador da Motion Picture Pilots Association, Hinton serviu de coordenador aéreo e/ou piloto para mais de 60 filmes, séries e comerciais para a TV, incluindo como chefe de pilotos no filme Pearl Harbor de 2001 e como ele mesmo em Iron Man (2008), com a Steve Hinton Filmografia.

O veterano P-51D “Sierra Sue II” após completo restauro. (Foto: AirCorps Aviation)

O Sierra Sue II é um dos únicos poucos Mustangs em condições de voo que realmente estiveram em combate na Segunda Guerra Mundial. Atribuído em 1945 ao 402º Esquadrão de Combate, 370º Grupo de Combate, 9º Força Aérea, o 1º Tenente Robert Bohna batizou o avião em homenagem a uma menina de sua escola. O Sierra Sue foi totalmente restaurado em 2014 pela AirCorps Aviation em Bemidji, Minnesota, para replicar as especificações de fábrica de 1944. Detalhes autênticos incluem rádios da era da Segunda Guerra Mundial e completa blindagem.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

Comments are closed.