O Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de 72 caças F-15QA para o Catar.
O Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de 72 caças F-15QA para o Catar.

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda ao Catar de um lote de 72 caças F-15QA Eagle. O negócio foi confirmado através de um comunicado oficial no site da Agência para Cooperação de Segurança e Defesa (DSCA) do Ministério da Defesa dos EUA. Fica ainda pendente a aprovação do Congresso norte-americano.

O valor da transação totalizou US$ 21,1 bilhões. Este montante inclui também o fornecimento de armas, materiais e equipamentos para aeronaves de serviço e apoio, bem como fundos para treinamento de pessoal.

“A transação proposta fortalece a política externa e a segurança nacional dos Estados Unidos, ajudando a melhorar a segurança dos países amigos e fortalecendo as relações estratégicas. O Catar é uma força importante para a estabilidade política e progresso econômico na região do Golfo”, declarou na mensagem o Departamento.

A aprovação do Departamento de Estado norte-americano ocorre apenas algumas semanas depois que o governo britânico divulgou uma declaração que promove a ameaça do terrorismo do Catar de “subjacente” a “geral”. Funcionários dos EUA dizem que a venda não afetará o equilíbrio militar básico no Oriente Médio.

A gigante aeroespacial Boeing foi listada como a contratante principal para a venda, com o apoio adicional da Elbit Systems, da BAE Systems, da Lockheed Martin e de outras empresas.

A Boeing já conquistou vendas de versões da aeronave F-15 Strike Eagle no Oriente Médio para os governos da Arábia Saudita e Israel.

Anúncios

33 COMENTÁRIOS

  1. 72 caças F15 ,,, como eh bom ter dinheiro ,,, Vai se Catar não é ofensa ,,,kk ,,, e os nossos 36 Gripens vão demorar.
    A Boeing fabrica estes aviões por encomenda ? São todos aviões usados ? Eram de estoque dos USA ?

      • Não exatamente fabricados sobre encomenda, são parte do padrão de modernização 2040C.

        • Pelo que eu havia entendido a modernização 2040 será feita com os F-15 velhos da USAF, os do Catar e os da Arábia Saudita seriam novos feito a pedidos dos clientes. Teriam fly-by-wire e tudo mais.

          • Não, os caças da USAF não vão ter todas as coisas do padrão 2040C.

            Já o F-15SA possui tudo do 2040C.

  2. encomenda salvou a linha de montagem do F-15. graças ao medo do Irã e a guerra civil do yemen. Só que o F-15 já esta defasado

  3. O último será entregue antes da primeira entrega de Gripen à FAB.

  4. É assim que funciona, sem teoria, sem elocubração, se fru fru …
    ToT é lorota, é a versão institucional da propina!
    Com essa soma US$ 21,1 bi, daria para transformar nossas FA de medíocres (em equipamento) para razoável (e equipamento)!
    US$ 7 bi para cada um, sem teoria, daria para ter satélites, Fragatas, Submarinos (Convencionais), Caças, Mísseis, radares, et coetera e et coetera …

    • Com essa grana a gente recria nossas FFAA do zero. Verdade, foi bem o que pensei quando li a matéria.

    • Caro Super Hornet,

      Sim, com US$21 ,1 bi daria para modernizar todas as nossas FA's mas e depois? Em 2 ou 3 anos estariam sucateados ou não operacioanais. Não basta o $$$ para ir ao shopping, tem de ter o $$$ para o dia a dia. 🙂

      []'s

    • 21,1 bi, na FAB, isso iria virar pensão, salário, etc…
      Avião, só meia dúzia de caças, e algo diferente no GTE.

  5. Qual é o PIB do Catar mesmo?

    Qual é o orçamento de defesa do Catar?

    Depois de responder essas perguntas respondam essa:

    – Tem ou não tem algo muito errado aqui ?

    • jodreski ,tem outro fator ai os sheikes arabes são grandes compradores de titulos do tesouro americano, depois dos chineses ,sao os sheikes arabes os maiores compradores destes titulos, ai fica facil.
      eles so não tem os F22 porque os americanos não vendem para ninguem.

    • Creio eu que a coisa é simples, tira os benefícios sociais que aqui chega na casa dos $100bi, e diminui a corrupção, lá também tem gente suja mas em escala menor, devido o efetivo ser bem menor. Pronto, teremos uma força de primeiro mundo..

      Dinheiro nos temos mas ele vai pra outro área.

    • Jodreski,

      PIB não significa nada… O que conta é o quanto de riqueza se produz de fato; isto é, quanto os cidadãos que trabalham realmente produzem e vão render ao governo… Daí você percebe que tem, por exemplo, coreanos do sul que rendem em média três vezes mais que trabalhadores brasileiros… E não é porque brasileiro não trabalha… É que falta domínio de processo e tecnologia mesmo ( tem empresa por aí que não sabe nem o que é 5S )…

      Quanto a orçamento, ele deve ser proporcional ao contexto geopolítico no qual um país existe e está inserido… E se analisarmos partindo desse ponto e dos fatores que o formam, fica óbvio que o investimento é pouco ( sim, é pouco ). Não dá hoje 25 bilhões de dólares por ano. Rússia e India, por exemplo, investem muito mais em defesa que o Brasil ( o triplo e o dobro, respectivamente ), assim como qualquer país desenvolvido…

      Mesmo se considerarmos folhas de pagamento como o "grande mal devorador de orçamentos", veremos que na realidade ainda se investe pouco, se compararmos com os gastos em valores brutos com pessoal em outros países… Qualquer país desenvolvido do Ocidente, até onde sei, paga muito mais que nós por cabeça; dão salários muito mais vultosos pra menos pessoas enquanto investem quantias maiores em suas forças como um todo. Por isso dá essa falsa impressão que investem menos em pessoal, porque a quantidade menor de militares em relação ao total investido gera uma proporção do investimento em pessoal que fica menor em relação ao valor total…

      Só um exemplo: o Exército Britânico tem hoje cerca de 100000 militares na ativa, o que é menos da metade do efetivo do EB, mas gasta mais que o dobro em defesa que o nosso País…

      • Essa última comparação, entre o exército britânico e o nosso, mostra um abismo entre diferentes doutrinas.
        Nossos recrutas, atualmente, disparam apenas 100 tiros em média durante o treinamento. Mas se tornam ótimos faxineiros e seguranças de vila militar.
        Temos mais generais na ativa que os EUA.
        Se tivéssemos uma guerra hoje, esses soldados seriam de pouca valia, se valendo da quantidade. Seriam usados como na URSS, no início da 2° guerra, em grandes ondas de soldados mal treinados e sem armamento.
        Essa noção de exército cidadão, que usamos, não funciona sem treinamento adequado…

        • Rudel41,

          Mas é essa a ideia. Se pensarmos nesses cidadãos como reservas para tampar "buracos", isto é, assumir tarefas secundárias para liberar as forças regulares para o combate, então faz todo o sentido…

          E esse tipo de política não é novidade… Os ingleses, durante a SGM, contavam com a sua 'Home Guard', que nada mais era que civis e voluntários com um mínimo de treinamento, e ficava responsável por guardar rodovias, pontes, etc. É mais ou menos isso que se espera dos reservistas em caso de guerra. No máximo, esperar-se-ia que os melhor avaliados passassem a compor forças de segundo escalão.

          • Também concordo, mas eles possuem uma ponta de lança adequada, nós só temos os fuzileiros e os paraquedistas como profissionais. Nossos reservista, nesse contesto, teriam que tapar tantos buracos, que acabariam sendo eles o próprio buraco, pois tropas inadequadas, trazem ainda mais problemas operacionais.
            Os recrutas do nosso exército possuem muito pouco treinamento de combate por falta de verbas.
            O que defendo, seriam um equilíbrio entre tropas profissionais, bem treinadas, e reservistas melhor treinados. Mesmo que isso demande uma diminuição do exército ativo.

  6. Caramba, 72 caças peso pesado.
    Naquele minusculo território deveriam optar pelo Gripen kkkk.

    Só uma duvida, aquele povo é capaz de operar, digo, se forem como os sauditas, iraquianos, e etc, a resposta é não kkkk

  7. isso salvou a linha de montagem do F-15 que já esta defasado e sem encomendas da USAF. O typhoon perdeu + uma e Irã e Yemen as causas da compra;

    • Não, o F-15 não está defasado.

      Se um F-15SA está defasado, então todos outros caça 4,5G também estão.

  8. …e a linha de montagem do F-15…continua aberta…em uma necessidade de caças 4,5G…a USAF vai la e encomenda uma centena…

Comments are closed.