Drone de combate russo Okhotnik.

A Rússia está planejando realizar um teste de armas a partir do drone de combate furtivo Okhotnik (Caçador) no próximo ano, revelou uma fonte da indústria de defesa russa.

“As armas lançadas por via aérea do drone começarão a ser testadas para emprego em combate no campo de testes do 929º Centro Estadual de Testes de Vôo do Ministério da Defesa”, disse a fonte na quarta-feira à TASS.

O Okhotnik está atualmente realizando uma série de voos em Akhtubinsk, sem armamento.

“Os testes do Okhotnik em Akhtubinsk serão continuados em 2020. Em alguns casos, o drone está programado para subir ao céu várias vezes dia e noite por conta própria e em conjunto com caças”, acrescentou a fonte.

No entanto, não houve confirmação oficial sobre o desenvolvimento.

O drone russo de ataque pesado Okhotnik, desenvolvido pelo Sukhoi Design Bureau, realizou seu primeiro voo em 3 de agosto. O voo durou mais de 20 minutos sob o controle de um operador.

Em 27 de setembro, o Okhotnik realizou um voo junto de um caça Su-57 de quinta geração. O drone manobrou no ar no modo automatizado a uma altitude de cerca de 1.600 metros e seu voo durou mais de 30 minutos.

O Okhotnik possui tecnologia furtiva e design de asa voadora (não possui cauda) e tem um peso de decolagem de 20 toneladas. O drone tem um motor a jato e é capaz de desenvolver uma velocidade de cerca de 1.000 km/h.

De acordo com os dados do Ministério da Defesa da Rússia, o drone possui revestimento anti-radar e é equipado com equipamentos eletr-ópticos, radar e outros tipos de sensores de reconhecimento.

Um modelo Okhotnik não tripulado foi apresentado na exposição internacional de defesa do Army-2019 nos arredores de Moscou, no final de junho.

Anúncios