Aeronavs E-jets da Embraer sempre tiveram grande presença no mercado dos EUA. Imagem ilustrativa.

A Embraer comunicou hoje que decidiu conceder licença remunerada aos funcionários pelos próximos três dias em razão de ajustes de sistemas para a implementação da segregação interna do negócio de aviação comercial no contexto do acordo com a norte-americana Boeing.

De acordo com a fabricante brasileira, nos próximos dias, os sistemas que foram separados e/ou duplicados passarão pelos ajustes e testes finais para a constituição de duas empresas independentes e prontas para operar com total qualidade.

A Embraer anunciou em outubro que daria férias coletivas a todos os seus funcionários no Brasil, cerca de 15 mil trabalhadores, em janeiro, em preparação para a transferência do controle de sua divisão de aviação comercial para a norte-americana Boeing.

De acordo com o comunicado desta terça-feira, a divisão de aviação comercial permanecerá integralmente na companhia até a obtenção de todas as aprovações das autoridades concorrenciais que analisam a parceria estratégica com a Boeing.

“Todas as equipes devem retomar suas atividades normalmente no dia 27 de janeiro, segunda-feira”, afirmou.


Fonte: UOL

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. No medio e longo prazo a embraer vai desaparecer e a produção vai toda para os EUA.

    Nao dou 20 anos para a embraer so produzir Kc-390, F-39 e modernizacao de avioes para a FAB.
    Isso que vai sobrar da Embraer

    • KC-390 vai acompanhar o Super Tucano e deverá ser montado nos states. F39 ninguém quer essa tranqueira. Reforma de avião velho? Com que grana/

Comments are closed.