A primeira aeronave comercial elétrica do mundo pertencente e operada pela Harbor Air é vista pousando após seu voo inaugural em Richmond, Colúmbia Britânica, na terça-feira, 10 de dezembro de 2019. (Foto: Jonathan Hayward / The Canadian Press via AP)

A Harbor Air, a maior companhia aérea de hidroaviões da América do Norte e a magniX, a empresa que impulsionou a revolução da aviação elétrica, anunciaram um voo bem-sucedido da primeira aeronave comercial totalmente elétrica do mundo.

O voo bem-sucedido do ePlane, um de Havilland DHC-2 Beaver para seis passageiros, modificado com um sistema de propulsão magni500 de 750 cavalos de potência (560 kW), ocorreu no Rio Fraser, no terminal da Harbor Air Seaplanes em Richmond na manhã do dia 10 de dezembro. O avião foi pilotado pelo CEO e fundador da Harbor Air, Greg McDougall. Este voo histórico, de cerca de 15 minutos, significou o início da terceira era na aviação – a era da eletricidade.

“Hoje fizemos história”, disse Greg McDougall, CEO e fundador da Harbor Air Seaplanes. “Estou incrivelmente orgulhoso do papel de liderança da Harbor Air na redefinição da segurança e inovação na indústria da aviação e hidroaviões. O Canadá tem desempenhado um papel icônico na história da aviação, e fazer parte desse incrível marco mundial é algo de que todos podemos realmente nos orgulhar.”

No início deste ano, a Harbor Air anunciou sua parceria com a magniX e a intenção da empresa de construir a primeira frota de hidroaviões comerciais totalmente elétricos do mundo. O magni500, que foi apresentado no Paris Air Show em junho de 2019, é um sistema de propulsão elétrica de alta densidade de potência que fornece uma maneira limpa e eficiente de alimentar aviões. Hoje esse avião decolou e se tornou realidade.

“Em dezembro de 1903, os Irmãos Wright lançaram uma nova era de transporte – a era da aviação – com o primeiro voo de uma aeronave motorizada. Hoje, 116 anos depois, com o primeiro voo de uma aeronave comercial totalmente elétrica, lançamos a era elétrica da aviação”, disse Roei Ganzarski, CEO da magniX. “O setor de transporte e, especificamente, o segmento de aviação que, em sua maior parte, está estagnado desde o final da década de 1930, está propenso a uma ruptura maciça. Agora, estamos provando que o transporte aéreo comercial elétrico, de baixo custo e ambientalmente amigável, pode ser uma realidade em um futuro muito próximo.”

A MagniX e a Harbour Air iniciarão agora o processo de certificação e aprovação do sistema de propulsão e a modernização das aeronaves. Após a conclusão da certificação, o restante da frota pode ser ampliada com a tecnologia de propulsão totalmente elétrica da magniX.

Anúncios