(U.S. Air National Guard – Julie M. Shea)

A Lockheed, US$ 2 bilhões em contratos e meta de entregar 141 aeronaves este ano.

A Lockheed Martin encerrou 2019 com mais dois contratos para o F-35, totalizando mais de US$ 2 bilhões, e entregou 134 jatos – três a mais do que o esperado.

A maior parte do financiamento vem de um contrato de US$ 1,927 bilhões para serviços de logística recorrentes para os F-35 entregues para a Força Aérea, Corpo de Fuzileiros Navais, Marinha dos EUA, bem como para outras nações parceiras e clientes do F-35. O contrato abrange atividades de manutenção no solo, resolução de solicitação de ação, ativação de depósito, operações do sistema de informação logística autônoma (autonomic logistics information system – ALIS) e treinamento de mantenedores, entre outros.

A maior parte do trabalho ocorrerá nas instalações da Lockheed em Fort Worth, Texas. Cerca de US$ 392 milhões do contrato são para trabalhos centrados na USAF, de acordo com um anúncio do Departamento de Defesa .

Isso ocorre porque a Lockheed está trabalhando com o Pentágono para reduzir os custos de logística, uma questão importante no programa F-35. Executivos da Lockheed disseram em setembro passado que propuseram um plano de logística baseado em desempenho para o Departamento de Defesa, o que poderia ajudar o programa a atingir sua meta de US$ 25.000 por hora de voo. Esse plano pode reduzir os custos operacionais e de suporte recorrentes para todos os operadores em US$ 18 bilhões até 2033.

No dia 31 de dezembro, a Lockheed recebeu outros US$ 172,2 bilhões em materiais de longo prazo, componentes de peças e esforços para a produção de 28 aeronaves do lote 15 para a Marinha e o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

Em 30 de dezembro, a empresa entregou o 134.º F-35, sendo então a variante ‘B’ para o USMC. O total de entregas superou a meta de 131 aeronaves da empresa em 2019 e marcou um aumento de 47% em relação a 2018. Oitenta e uma das aeronaves entregues foram para as Forças Militares dos EUA, 30 para países parceiros internacionais e 23 para clientes.

A empresa planeja entregar 141 aeronaves em 2020, à medida que aumenta a taxa de produção em 2023. O custo atual do F-35A é de US$ 77,9 milhões.


Com informações de Air Force Magazine

Anúncios