As taxas de missão saltaram para todas as variantes do F-35 no ano passado“, disse Ellen Lord, chefe de aquisição e manutenção do Pentágono.

À medida que a frota do F-35 cresceu, a prontidão das aeronaves melhorou“, afirmou Ellen Lord. A frota, agora com 458 aviões entre as Forças Armadas dos EUA, parceiros e clientes internacionais, cresceu 50% em 2019 do que há um ano atrás, e a Lockheed “está no caminho de produzir 150% mais aeronaves do que construímos nos dois últimos anos“.

Em toda a frota dos EUA, as taxas de missão – a métrica que mostra quantas aeronaves de uma frota estão disponíveis para ação em um determinado momento – “aumentaram de 55% em outubro de 2018 para 73% em setembro de 2019”, escreveu ela. A prontidão do F-35 do USMC saltou de 44% para 68% durante esse período, os jatos F-35A da USAF melhoraram de 66% para 75% e os jatos da Marinha, que só entraram em operação este ano, têm mais de 75% de capacidade para missões.

Nos últimos meses houve um aumento da disponibilidade de peças como o elemento-chave na melhoria da prontidão da frota, que ainda não atingiu a taxa de 80% de capacidade exigida pelo ex-secretário de Defesa Jim Mattis um ano atrás.

Além de mais peças de reposição, Lord disse que existem 161 projetos de melhoria de confiabilidade e capacidade de manutenção que foram identificados e “68 concluídos”. A taxa na qual os jatos não são capazes de missões por causa da falta de peças caiu 5% no ano passado. As taxas com capacidade para missões também são afetadas por outros fatores, como a estabilidade do software, que não dependem de peças.

Outro grande impulsionador da melhoria da prontidão foi a ativação da capacidade de reparo orgânico (quando o avião é reparado na própria unidade, não precisando ser enviado para o fabricante e/ou centro especializado – NE). A previsão da capacidade total de reparo orgânico caiu de 2030 para 2024.

Também reduzimos o tempo total de reparo de peças em 13% e estamos trabalhando na implementação contínua de contratos baseados em desempenho e contratos principais de reparo com nossos parceiros do setor“.


Com informações de Air Force Magazine

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

Comments are closed.