Decolagem de um Mirage 2000D do esquadrão 3/3 ardenne de Nancy. (Foto: Armée de L'Air)
Decolagem de um Mirage 2000D do esquadrão 3/3 ardenne de Nancy. (Foto: Armée de L’Air)

A agência francesa de contratos de defesa, a Direction Générale pour l’Armement (DGA), concedeu o contrato para a atualização de meia vida (MLU) dos caças Mirage 2000D para a Dassault Aviation e a MBDA.

O contrato abrange a atualização de 55 aeronaves para a Força Aérea Francesa.

Caças Mirage 2000D reabastecem em voo com um KC-135 da USAF. (Foto: DOD / Staff Sgt Aaron Allmon)
Caças Mirage 2000D reabastecem em voo com um KC-135 da USAF. (Foto: DOD / Staff Sgt Aaron Allmon)

O objeto da atualização é permitir que a aeronave possa operar em apoio aos caças Rafale para além de 2030. Além de modernizar a aviônica, a atualização vai instalar um canhão automático para disparo ar-terra, bem como a substituição dos antigos mísseis ar-ar Magic para auto-proteção pelos novos mísseis MICA.

Este programa permitirá que a força aérea francesa possa cumprir sua meta de 225 aviões de combate operacionais (contando tanto os caças da força aérea como da Marinha), tal como estabelecido no Livro Branco de Defesa, incluindo as entregas previstas de Rafales.

Anúncios

8 COMENTÁRIOS

    • Também sempre achei o afterburner do Mirage 2000 o mais belo de se ver, ele é quase do tamanho da própria aeronave, nas outras aeronaves não se percebe este mesmo gigantismo e uniformidade/densidade do maçarico.

  1. Uma aeronave que teve sua linha da fabricação fechada muito cedo na minha opinião, uma pena!

      • Assim como o F-16 ainda vende! (se bem que a última venda aguarda aprovação do congresso americano – AS USUAL)

Comments are closed.