JF-17O Paquistão e a França assinaram um memorando de entendimento para um acordo de assistência técnica para o caça JF-17 Thunder da Força aérea do Paquistão.

Os franceses irão prestar assistência técnica para o sistema eletrônico do JF-17 Thunder e auxiliar diretamente na resolução de pequenos problemas que atormentam a motorização do caça Sino-Paquistanês.


FONTE: Tejas-India´s MRCA

Anúncios

34 COMENTÁRIOS

  1. Ajudar ou vender um turbina.
    Acho que a melhor seria a M53.

    Powerplant: 1 × Klimov RD-93 
    Dry thrust: 49.7 kN / 51.2 kN (11,106 lbf / 11,510 lbf)

    Thrust with afterburner: 84.6 kN (19,000 lbf)

    M53
    Thrust with Post-Combustion (lbf) 
    21,357
    Thrust without Post-Combustion (lbf)
    14,388
    Specific fuel consumption with PC (lb/lbf.h)
    2.06
    Specific fuel consumption without PC (lb/lbf.h)
    0.88
    Airflow rate (lb/s)
    207.23
    Turbine entry temperature (K)
    1,850 (2,870°F)
    Pressure ratio
    9.80
    Bypass ratio
    0.36
    Length (in)
    199.61
    Inlet diameter (in)
    31.34
    Weight (lbs)
    3,340

    ATAR
    Thrust with Post-Combustion (lbf) 
    15,737
    Thrust without Post-Combustion (lbf)
    11,240
    Specific fuel consumption with PC (lb/lbf.h)
    1.96
    Specific fuel consumption without PC (lb/lbf.h)
    0.96
    Airflow (lb/s)
    156.53
    Turbine entry temperature (K)
    1,203 (1,706°F)
    Pressure ratio
    6.15

    • ta errado a potencia da RD-93 ela tem 79kn seco e 98kn em pos combustão

        • 5000kg é a RD-33 antiga, a RD-93 teve um acréssimo de potencia em decréssimo da vida util eles aumentaram a pressão interna do motor pra fazer isso

        • o foda é que não tem informação confiável kkkkkkk

          nem no site do fabricante kkkkkk

          • É que 79kn combina mais com motores de outra categoria como Al-31 por exemplo.

            sds.

            • o próprio AL-31F terá a potencia aumentada de forma semelhante e terá uma potencia equivalente a da AL-41F

              o AL-31 tinha essa potencia na primeira variante, ela ja esta mais potente de toda forma

      • Infelizmente a França não fabrica F 414.
        Titulo do artigo.
        França vai dar assistência aos JF-17 do Paquistão
        Já li em alguns sites especializados que o Paquistão procurava um outro fornecedor motores para JF-17.
        Os Franceses vão ficar contentes só com o sistema eletronico.
        Se o motor não for o maior interesse de venda dos Franceses,eles podem oferecer brioches e croissants aos paquistaneses.

  2. A Safran M-88 cairia como uma luva nesse caça, e qualquer sistema não baseado em Windows Embedded.

  3. Porém, acho que os indianos não irão gostar muito da idéia.

  4. A França tem uma cooperaçãdo militar de muitos anos com os dois países, na manutenção e modernização dos Mirage 2000 indianos e dos Mirage III e V do Paquistão que receberam nova aviônica Sagem mais motores e sonda REVO do Mirage F1.
    Cockpit do Mirage III e V do Paquistão: https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:A

  5. Mirage paquistanês modernizado com Exocet, a parceria com os franceses é antiga. https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:A
    ….
    Poderiamos estar hoje com Mirage III igual ao do Paquistão, com sonda Revo, radar Grifo, aviônica glasscockpit Sagem, motores do F1, mísseis R-Darter e Exocet. Mas optaram por comprar Mirage 2000 que voou poco tempo e foi encostado, nossas células do Mirage III eram pouco voadas e mereciam uma modernização.

    • Nem vender para algum país fazer modernização, seja ROSE, Cheetah ou Kfir e gerar algum caixa fizemos. Preferimos ver o patrimônio público enferrujando ao relento, aí dizem que é a lei que funciona assim para patrimônio público, à menos que seja para doar equipamentos de acordo com o mandatário de plantão. Os Mike foram um ponto fora da curva, nosso equipamento é usado sem explorar todo o potencial e sem programas de revitalização.

  6. E os indianos ficam fulos kkkk. Bem feito pra eles, quem manda vacilarem com os franceses… bem, agora são só negócios e mais nada. Bom para a SAAB que agora sim é capaz de assumir o Tejas de uma vez.

    • A India gastou muito com a modernização dos Mirage 2000 e agora a compra dos 36 Rafale, isso é vacilar com os franceses?

    • pior, eles são co-fabricantes não deveriam precisar nem dos chineses kkkkkk

      • Essa é a "independência" do paquistão e da índia com caças.

        Com sinceridade, os chineses foram procurados e não resolveram.

        Os chineses estão de parabéns pelo investimento aeronáutico, entretanto, ao contrário do propalado, estão dois ou três passos atrás dos europeus e russos.

        • os chineses já estão olhando pro motor substituto o WS-13, li em alguns foruns e sites orientais que os russos foram pressionados pelos indianos a não dar assistencia pros paquistaneses

      • Isso foi uma vontade dos franceses que passou, o JF-17B ja está em construção e deve voar em Abr/17.
        O que existe hoje é uma pressão da China para usar o WS-13 e dos Russos para que o Paquistão continue usando o Klimov, mas que deveria ser comprado diretamente da Russia, sem intermediação chinesa.
        O Paquistão ja declarou que vai continuar com a Klimov, só não ficou claro se vai receber dos chineses ou comprar diretamente dos russos.

  7. Nop. Ele é muito limitado, um caça para fazer número. A FAB nunca teve números decentes de aeronaves de 1ª linha.

Comments are closed.