Aeronave C-130J Super Hercules da Força Aérea Dinamarquesa decola da faixa de areia da praia em Romo. (Foto: Thorbjørn Brunander Sund / danishaviationphoto.com)

Na quarta-feira, a Força Aérea Dinamarquesa iniciou um exercício conjunto da OTAN com aeronaves C-130 Hercules na praia de Lakolk, na ilha de Rømø, onde foram realizados pousos e decolagens numa faixa de areia a beira mar, como parte do Curso de Instrutores de Armas de Transporte (TWIC).

O exercício ocorre entre os dias 10 e 16 de julho, mas havia sido originalmente agendado para março deste ano. Ele foi transferido para julho pois oferece melhores condições climáticas.

O exercício em Rømø é extremamente focado para pilotos e controladores de tráfego aéreo e oferece algumas oportunidades únicas para a Força Aérea Dinamarquesa especialmente quando é possível acessar à maior praia do norte da Europa. Os banhistas de Rømø tiveram que abrir caminho para uma pista temporária para realizar um dos tradicionais dias de treinamento da Força Aérea Dinamarquesa na areia.

Mas, apesar da área ser dinamarquesa, a maioria dos três Lockheed C-130 Hercules usados não eram na verdade dinamarqueses. A Força Aérea da Dinamarca forneceu um C-130J Hercules, enquanto a Força Aérea Belga enviou um C-130H e a Real Força Aérea Holandesa também forneceu uma aeronave C-130H.

Os aviões e as equipes de voo e apoio terrestre estão sendo preparadas para missões de suprimentos no Iraque, de acordo com o chefe de imprensa Morten Jensen, da Estação Aérea de Aalborg. A aeronave Hércules pode pousar na areia, cascalho e grama.

A pista improvisada na praia, na costa oeste da ilha, foi explorada por comandos da Brigada Móvel Aérea Holandesa e apresentada em cooperação com soldados dinamarqueses. Antes de cada pouso na pista de areia ocorre a verificação. As aeronaves C-130 decolavam com um peso máximo de decolagem de mais de 70 toneladas.

A prática de pousá-los na praia é realizada porque os pilotos devem praticar a possibilidade de pousar, por exemplo, no deserto. Na Dinamarca, existem apenas três locais onde o exercício pode ser realizado: Vejers Strand, Saltum, na Jutlândia do Norte e nesta pista em Rømø.

A praia em Rømø é muito popular entre os turistas, e por isso o exercício rapidamente recebeu a visita de mais de 2.000 espectadores. A cidade convida os turistas e moradores para apreciar a realização do exercício, mas todos devem seguir estritamente as normas de segurança, precisando inclusive retirar chapéus e óculos durante o táxi dos C-130 Hercules, pois os espectadores ficam próximos da faixa de areia onde os aviões de transporte e helicópteros de apoio operam.

A unidade aérea de Aalborg já está planejando as atividades do ano que vem.

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. Fosse esse exercício aqui no Brasil, o Ministério Público iria pedir uma liminar impedindo a realização da manobra para apurar antes os impactos ambientais.

    Alguém iria falar que se tratava de um ato autoritário de apropriação de espaço público e tudo seria publicado com sensacionalismo na mídia corrupta.

    O fato de aeronaves de outras nações participarem do evento seria encarado como submissão ao país mau e imperialista.

    Enquanto isso Dinamarca, Holanda e Bélgica aumentam sua proficiência é interoperabilidade.

    Nada de mais para um país sério!

  2. Alguém sabe dizer se a operação nesse tipo de terreno faz parte da especificação do KC-390?

    • se ele substitui o C-130 em todas as missões como ele foi propagado, sim, mas n sei se o rerreno arenoso duma praia lançaria no ar mais particulas do que ele poderia suportar

    • Um colega aqui do blog disse que não faz, e se não tem "ibagens" não faz mesmo…
      Falaram que o fantástico KC390 tinha como exigência pousar na Antártica, até agora nada ahah.

Comments are closed.