Caça F-16 belga junto a um Tu-160 russo durante interceptarão ocorrida no dia 17 de setembro. (Foto: BAF)

Caças F-16 belgas interceptaram dois bombardeiros estratégicos Tu-160 e dois caças Su-27 russos sobre o Báltico na terça-feira, 17 de setembro, informou a Força Aérea da Bélgica que está desempenhando a missão da OTAN de Policiamento Aéreo do Báltico (BAP).

“Dois F-16 do Componente Aéreo Belga da missão BAP da OTAN interceptaram dois Tu-160 Blackjack e dois Su-27 Flanker russos acima do Mar Báltico. Foi a primeira surtida realizada pelo destacamento belga que está salvaguardando o espaço aéreo do Báltico desde o dia 3 de setembro”, de acordo com a mensagem da Força Aérea Belga no Twitter.

Uma foto, anexada à mensagem, mostra um avião de combate belga voando ao lado de um Tu-160 russo. Note-se que este é o primeiro voo desse tipo para a unidade belga, que desde 3 de setembro participa da missão de policiamento aéreo do Báltico da OTAN para proteger o espaço aéreo dos países na região do Báltico.

O Centro de Operações Aéreas Combinadas da OTAN em Uedem, na Alemanha, instruiu os jatos belgas a identificar visualmente várias aeronaves próximas ao espaço aéreo aliado. As aeronaves identificadas eram dois bombardeiros russos Tu-160, com escoltas de caças Su-27 que voavam no espaço aéreo internacional sobre o Mar Báltico.

Caças russos fotografados a partir de um F-16 dinamarquês.

Nem os bombardeiros russos nem os caças estavam em um plano de voo programado ou em contato com o controle de tráfego aéreo civil ou transmitiram seu código de identificação.

Enquanto as aeronaves russas continuavam seu vôo, os jatos F-16 da Força Aérea Dinamarquesa atualmente atribuídos à OTAN também acompanharam as aeronaves.

O Ministério da Defesa russo informou que os bombardeiros estratégicos Tu-160 realizaram um voo de sete horas sobre as águas neutras do Báltico. Durante o vôo, os aviões russos foram acompanhados em algumas áreas por caças de cinco países.

“Em certas seções da rota, as aeronaves russas de longo alcance foram escoltadas por caças F-16 das forças aéreas belgas, dinamarquesas e polonesas, caças finlandeses F-18 e aviões suecos JAS39 Gripen”, disse o ministério russo.

O Ministério da Defesa da Rússia enfatizou repetidamente que os aviões de guerra russos sobrevoam águas neutras em estrita conformidade com as regras internacionais de uso do espaço aéreo antes de retornarem para suas bases.

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

    • Pois é, achei que SU-27 era de piloto único. Eu faço uma confusão com essa sopa de números (letras) e canards dos Flankers.
      Eu penso que é assim:
      Su-27, sem canard e piloto único.
      Su-30, com canard e dois pilotos em tandem, é um Su-27 com dois pilotos.
      Su-33, com canard, é um SU-27 para porta-aviões.
      Su-34, com canard e dois pilotos lado a lado
      Su-35, sem canard e piloto único. É um Su-27 moderno.
      Su-37, protótipo para demonstração de tecnologia, com canard.
      Tá certo isso aí? As vezes eu acho que seria mais fácil chamar tudo de Su-27 com letras, A, B, C, D, E…

      • É ainda um bocado mais complicado e complexo que isso rsrs

        Su-27
        Existe versões single seat e twin seat. Excluindo alguns prototipos, nenhuma versão do Su-27 tem canards e/ou TVC:
        -Su-27S e Su-27P: versões para para a VVS e PVO;
        -Su-27UB: versão twin seat de treinamento do Su-27S/P;
        -Su-27SK: versão de exportação do Su-27S;
        -Su-27UBK: versão twin seat de exportação do Su-27UB;
        -Su-27SM, Su-27SM2, Su-27SM3: versões modernas/atualizadas dos Su-27.

        Su-30
        São todos twin-seat, mas só algumas versões tem canards e TVC: Su-30SM, Su-30MKI para a Índia, Su-30MKM para a Malásia…
        Outras versões como o Su-30M2 e não tem nem canards nem TVC.

        Su-33
        Não tem TVC, tem canards. É uma versão do Su-27 para porta aviões como vc bem falou.

        Su-34
        Isso que vc falou

        Su-35
        O primeiro prototipo e projeto inicial do Su-35 na década de 90, era designado como Su-27M. Tinha canards, mas não tinha TVC.
        O Su-35 de hoje, é mais sofisticado, tem TVC, não tem canards, e não tem airbrake dedicado (na espinha, em cima da fuselagem) como todos os outros Flankers. Tem o nome de Su-35S na Força Aérea Russa.

        Su-37
        Só existiu um único prototipo, um demonstrador de tecnologia, que foi convertido de um Su-27M, o Su-35 original da década de 90, que falei acima.
        Assim como o Su-27M, tinha canards, mas também teve TVC instalado

        Ainda existem/existiram muitas outras versões para além destas que falei…
        Russices…

        • Isso que eu só entrei na sopa de números… mas obrigado pelas explicações.

  1. Não sabia que era possível fazer uma interceptação sem fazer piruetas.

Comments are closed.