A fuselagem de um F-117 sendo transportada próximo da Base Aérea da USAF de Creech, Arizona. (Foto: Randy Williams / Brett Wyman)

Surgiram ontem imagens de uma fuselagem de supostamente um F-117 sendo transportado em um caminhão plataforma. As imagens foram feitas próximo da Base Aérea de Creech, ao lado da Veterans Memorial Highway (US Route 95). A rodovia conecta diretamente Tonopah e Las Vegas. O Aeroporto Tonopah Test Range é o local onde o programa F-117 viveu durante seu período de isolamento secreto de quase dez anos e onde as aeronaves voltaram da aposentadoria oficial para novos voos.

Embora não seja possível determinar o destino final da fuselagem, acredita-se que seja a última viagem deste F-117. De acordo com o orçamento do Pentágono do ano passado, a frota de F-117 agora está sendo removida lentamente do status de armazenamento da reserva Type-1000 e permanentemente tirada da condição de voo, em um processo que levará mais de uma década para terminar. Os F-117s podem acabar no cemitério de aviões do Pentágono (AMARG), ao lado da Base Aérea de Davis Monthan, em Tucson, Arizona, ou podem ser destruídos, o que não está claro no momento. Quatro aeronaves por ano serão levadas de Tonopah para serem permanentemente aposentados ou descartadas de acordo com o plano.

Caças F-117 armazenados em Tonopah.

A estrutura do F-117 era suficientemente sensível no momento da sua aposentadoria do serviço de linha de frente há uma década, exigindo a sua armazenagem em hangares climatizados no Tonopah Test Range Airport, e conforme visto em fotos das aeronaves descansando em seus hangares na base secreta, eles ainda estavam cobertos com material absorvente de sinal radar.

Trabalho de remoção do revestimento de um F-117 em Tonopah.

Embora os revestimentos provavelmente estejam ultrapassados agora, eles ainda podem representar uma questão de segurança e até mesmo um risco para a saúde. Como tal, qualquer aeronave que será colocada no cemitério, seja cortada ou possivelmente enviada para um museu, exigiria algum trabalho sério. É possível que este trabalho esteja sendo feito na AMARG ou possivelmente pela Lockheed na planta 42 ou em outro local antes que o jato continue em seu lugar de descanso final.

Caças F-117 sendo destruídos. (Foto: USAF)

Vale ressaltar que a Lockheed e a USAF destruíram uma estrutura de desenvolvimento do F-117 na época da aposentadoria oficial do tipo devido à falta de um local para armazená-la e como um teste de como descartar os jatos. Desde então, rumores disseram que alguns dos “Black Jets” foram destruídos e enterrados no Tonopah Test Range Airport também.

Oficialmente, a USAF disse que aposentou seus caças F-117 em abril de 2008. Extra-oficialmente, alguns caças invisíveis continuaram voando por algum tempo, com a última aparição ainda confirmada em Nellis Bomb Range em julho de 2015.

Uma das últimas aparições do F-117 em shows aéreos pelos EUA, em agosto de 2007, em Dayton. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

No dia 11 de setembro de 2017, foi relatado que, de acordo com a Lei de Autorização de Defesa Nacional para o Ano Fiscal de 2017, foi criada a lei em 23 de dezembro de 2016 para que “a Força Aérea remova quatro F-117s todos os anos para se livrar deles totalmente – um processo conhecido como desmilitarização da aeronave, conforme o artigo de Oriana Pawlyk, de 11 de setembro de 2017, intitulado “Retired but Still Flying”, do site Defensetech.org.


Fonte: The Drive – Edição: Cavok

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Correu uma lágrima quando vi o F-117 sendo destruído. Essa Caça era o meu preferido quando criança, fiz várias replicas dele.

  2. Se vão aposentar ou não isso é o que eles falam, em uma guerra podem ressurgir vários aviões ditos aposentados ou destruídos.

Comments are closed.