Uma visão rara: o avião de combate Tiger com o registro J-3088 atravessa as ruas de Payerne. (Foto: ZEM / Philipp Schmidli)

Os habitantes da pequena cidade de Payerne, no oeste da Suíça, estão acostumado com caças F-5 voando sobre a região, mas não viam um F-5 passando pelas ruas da cidade há bastante tempo – caso tivessem acordado no meio da madrugada.

Um caça Northrop F-5E Tiger estava sendo rebocado de uma base aérea militar para os terrenos do Comptoir Broyard, na área de Flabkaserne. A aeronave da equipe de demonstração Patrouille Suisse é uma das atrações da feira de outono que ocorre na cidade.

“Perfeito! Assim que chegamos e o avião parou, começou a chover,”, disse André Rohrbach enquanto esfrega as mãos e vai tomar café da manhã com a tripulação. A pessoa responsável pelo transporte falou isso logo após às 5h30 da manhã após sua equipe de 18 membros realizar um dia de trabalho considerável.

A equipe se encontrou no meio da noite: às três horas da manhã, Rohrbach informou seus homens sobre sua missão. Às 3h20, a máquina foi retirada do hangar e, vinte minutos depois, o comboio partiu. Em ritmo de caminhada, seguiram uma rota de aproximadamente 5 quilômetros através da escuridão no recinto de feiras; na frente da aeronave estava um trator, anexado ao Tiger e atrás deles um carro de bombeiros. Outro carro da brigada de incêndio do aeroporto forneceu a luz necessária para o trabalho. “Fizemos um bom progresso”, diz Rohrbach após a chegada. A polícia militar e a polícia cantonal de Vaud observaram, com fechamento de estradas a curto prazo, para que o comboio não encontrasse nenhum problema no caminho.

Até a última manobra, o estacionamento da aeronave na tenda apertada, ocorre rapidamente e sem complicações. Os mecânicos de aeronaves da Força Aérea da Suíça, a base militar do exército e os policiais militares calmamente empurram o jato, instalam grades para proteger a aeronave. Pouco antes da exposição, a aeronave será içada e o trem de pouso será recolhido. “É importante para nós que pareça que a aeronave está voando”, explica Rohrbach.

Um desafio foi a passagem pelo túnel sob a rodovia e por uma rotatória. “Isso não foi um problema”, diz Rohrbach com um sorriso, “obviamente medimos bem e planejamos bem.” O transporte foi conforme o planejado, resume ele, com o processo não levando nem uma hora. “Valeu a pena preparar todo o exercício meticulosamente, estar em contato próximo com as autoridades civis e o comitê organizador e esclarecer antecipadamente a rota com todos os participantes. Agora é sobre montar o suporte em volta do avião, colocar um tapete e puxar as proteções necessárias”.

A feira de outono da região de Broye, na fronteira entre os cantões de Vaud e Freiburg, acontece a cada dois anos, e este ano pela décima vez. Mais de 220 expositores são esperados no recinto de exposições na área de Flabkaserne em Payerne, de 15 a 24 de novembro de 2019. Tradicionalmente, o exército e o aeródromo militar de Payerne são expositores, também porque fornecem como proprietários o piso sobre o qual a feira é construída.

Este ano, os militares suíços estão apresentando o projeto de modernização Air2030 e a aquisição de uma nova aeronave de combate para substituir os Northrop F-5 Tiger, usados também pela equipe acrobática suíça Patrouille Suisse. Um avião de caça real como uma exibição é uma raridade.

A última vez que os militares apresentaram um avião real em seu estande foi há dez anos atrás.

Anúncios