Boeing 737-800 da Ukraine International.

Uma aeronave Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines, com 180 pessoas a bordo, sofreu um acidente logo após a decolagem no Irã, informa a agência Reuters, citando a agência de notícias iraniana FARS.

Segundo as primeiras informações a queda da aeronave, prefixo UR-PSR, foi devido a problemas técnicos durante a decolagem do aeroporto Imam Khomeini, próximo de Teerã.

As condições dos passageiros e da tripulação não eram conhecidas no momento desta publicação. O Boeing 737 que caiu estava configurado com 186 assentos de classe econômica e tinha sido entregue em julho de 2016.

Algumas fontes informam inicialmente que a aeronave era iraniana, mas depois foi confirmado que a aeronave era ucraniana e cumpria o voo PS752 para o Aeroporto Internacional de Borýspil, próximo a Kiev, na Ucrânia.

Segundo os dados de telemetria do FlightRadar24, o avião desapareceu do radar quatro minutos após a decolagem, às 06h44 (hora local), enquanto fazia sua subida inicial, cruzando a altitude de 8.000 pés.

Uma foto do local do acidente foi divulgado a pouco e mostra os destroços do 737 e um Mi-17 da Crescente Vermelha Iraniana (equivalente muçulmana da Cruz Vermelha).

Um vídeo da suposta queda da aeronave foi divulgado no Twitter:

Uma equipe de investigação foi para o local do acidente nos arredores de Teerã, de acordo com o porta-voz da aviação civil iraniana Reza Jafarzadeh, informou a Associated Press.

O acidente ocorreu horas depois que o Irã lançou um ataque de mísseis balísticos contra duas bases no Iraque, abrigando forças dos EUA em retaliação pelo assassinato do general da guarda revolucionária Qassem Soleimani.

Estamos acompanhando as informações assim que elas estão sendo disponibilizadas.

Anúncios

9 COMENTÁRIOS

  1. A não ser que esses "problemas técnicos" fossem uma avaria no transponder da aeronave ou algo assim parecido, fica difícil acreditar que o avião simplesmente tenha "desaparecido do radar, enquanto fazia sua subida inicial"…
    E nesse video que circula no Twitter, podemos ver que o avião parece estar bastante…, aceso, digamos assim, e se desfazendo em pedaços enquanto a sua altitude desce…

  2. Estava lendo uma fonte Iraniana, aonde dizia que a aeronave teria perdido o contato minutos depois de decolar e estava a 2400m de altitude… Imagino o avião nesta altitude, mas quando vejo tanto pedaço espalhado pelo terreno, e pior numa grande área, duas coisas ou ele estava numa altitude bem maior, ou ocorreu uma explosão bem grande a bordo da aeronave…

  3. Segundo informações divulgadas pelo ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, os 176 mortos eram dos seguintes países: Irã: 82 passageiros; Canadá: 63 passageiros; Ucrânia: 2 passageiros e 9 membros da tripulação; Suécia: 10 passageiros; Afeganistão: 4 passageiros; Reino Unido: 3 passageiros; Alemanha: 3 passageiros .

  4. Segundo a Reuters o Irã não vai entregar aos americanos as caixas pretas do avião para análise, espero que deixem alguma agência estrangeira de outro país especializada nesse tipo de analise fazer isso ou vai aumentar a suspeita de abate.

  5. Só lembrando teve um avião de fabricação americana que caiu anos atrás na Venezuela e o governo venezuelano por não confiar nos americanos não permitiu que esses tivessem acesso as caixas pretas, mas permitiu que a BEA francesa as analisassem! Se os iranianos não confiam nos americanos que entreguem as caixas pretas para um terceiro as analisar!

  6. Alguns twitters estão chamando atenção para uns detalhes nas fotos divulgadas que parece com buracos de balas ou de estilhaços de um míssil ( com ogiva de aproximação ) no que parece ser destroços da asa e da fuselagem do avião, na foto que tem aqui no Cavok que parece ser a asa dá para ver alguns destes buracos estranhos!