Um jato de combate F-15E Strike Eagle se afasta de um KC-10 Extender após reabastecer em voo.

Duas aeronaves F-15E Strike Eagles da Força Aérea dos EUA que apóiam a Operação Inherent Resolve, realizaram um ataque aéreo na Fábrica de Cimento Lafarge, para destruir um depósito de munição e impedir que ele fosse apreendido pelo Exército Free Syrian da Turquia, ou TFSA, que juntamente com o as forças turcas continuam a se mover para o sul com o objetivo de desenraizar os combatentes curdos, que a Turquia vê como terroristas que ameaçam seus interesses nacionais.

“Em 16 de outubro, depois que todo o pessoal da Coalizão e equipamento tático essencial partiram, dois F-15Es da Coalizão realizaram com sucesso um ataque aéreo de precisão pré-planejado na Fábrica de Cimento Lafarge para destruir um depósito de munição e reduzir a utilidade militar da instalação”, disse o coronel do Exército dos EUA Myles Caggins, porta-voz da coalizão militar liderada pelos EUA que luta contra o ISIS, em comunicado.

De acordo com o coronel Myles B. Caggins III, porta-voz do operação, as forças da coalizão liderada pelos EUA haviam acabado de desocupar completamente a Fábrica de Cimento de Lafarge, no norte da Síria, como parte da retirada de forças que segue a aprovação tácita do Presidente dos EUA Donald Trump ao Recep Tayyip Erdogan para lançar uma invasão no norte da Síria.

Vista aérea da fábrica de cimentos Lafarge.

O ataque aéreo pré-planejado provavelmente foi necessário porque as tropas americanas estavam fugindo do campo de batalha tão rápido que não tiveram tempo de evacuar todos os seus equipamentos e destruir as instalações.

A decisão de retirar todas as forças americanas do norte da Síria, dando o aval para a intervenção turca na Síria, foi então confirmada por Trump em uma série de tweets em 7 de outubro de 2019.

A Fábrica de Cimento de Lafarge, que tinha sido o quartel da Coalizão anti-Daesh na Síria, começou a ser evacuado em 15 de outubro, quando as Forças Democráticas da Síria (SDF), apoiadas pelos EUA, deixaram e incendiaram suas instalações e equipamentos:

Depois que as forças americanas restantes, que permaneceram em instalações separadas, também desocuparam a Fábrica de Cimento, os dois Strike Eagles destruíram a base.

Embora não haja confirmação sobre a unidade da Força Aérea dos EUA envolvida no ataque aéreo, vale a pena salientar que 12 jatos F-15Es pertencentes ao 389º Esquadrão de Caças da 366ª Ala de Caça da Base Aérea de Mountain Home, Idaho, substituíram recentemente os Strike Eagles do 335º Esquadrão de Caça com a 4ª Ala de Caça da Base Aérea de Seymour Johnson, Carolina do Norte, na Base Aérea de Al-Azraq, na Jordânia.

Observadores de aeronaves notaram as aeronaves (voando como “TABOR 21-26” e “TABOR 31-36”) durante sua escala na Base da RAF de Lakenheath, a caminho do Oriente Médio.

Apelidada de Operação Paz Primavera, a operação turca foi lançada oficialmente em 9 de outubro de 2019 e começou a atingir as Forças Democráticas Sírias (SDF), apoiadas pelos EUA e predominantemente curdos, que a Turquia vê como terroristas.

A maioria das 1.000 forças americanas na Síria está sendo retirada nos próximos dias e semanas por causa da invasão turca ao norte da Síria e do ataque às forças curdas.

Anúncios