A Lockheed Martin aumentou o envolvimento da Austrália no programa do F-35 Joint Strike Fighter através da assinatura de um memorando de entendimento com duas empresas locais.

Lockheed F-35 JSF
Lockheed F-35 JSF

De acordo com esse acordo assinado no dia 4 de novembro, a Quickstep, uma empresa sediada em Perth, será responsável pela fabricação de peças de material composto do estabilizador vertical, de portas de acesso e paineis do F-35. Esse trabalho será conduzido com o apoio da parceira no programa JSF, a Northrop Grumman, e poderão atingir valores de contratos de até 700 milhões de dólares australianos (US$ 635 milhões).

A Quickstep, a Lockheed e a Northrop pretende finalizar o contrato de 20 a 30 anos de duração em março de 2010, período esse em que deverão ser produzidos mais de 19.300 portas e paineis de acesso feitos de material composto. A companhia australiana produzirá mais de 21 diferentes componentes, incluindo paineis de acesso para manutenção, tampas do tanque de combustível e portas internas de acesso a armamentos.

Um outro memorando de entendimento poderá ser direcionado para Marand Precision, uma empresa baseada em Victoria, que produzirá estruturas do estabilizador vertical como um segundo fornecedor para a BAe Systems do Reino Unido. A Marand já trabalhou no programa do JSF por seis anos, projetando e desenvolvendo equipamento de suporte no solo e produzindo ferramentas para fabricação de avançadas partes compostas.

O Departamento de Defesa Australiano espera no final desse ano aprovar a aquisição de mais de 100 aeronaves F-35 para a Força Aérea Australiana. Até o momento, 25 empresas australianas possuem contratos com o programa JSF, no valor de mais de 200 milhões de dólares australianos.

Fonte: Flight Global

Anúncios