A Eslováquia assinou um acordo com a Lockheed Martin para 14 aeronaves de combate Lockheed Martin F-16 Block 70/72 (12 modelos de um assento e dois de dois lugares) para substituir seus obsoletos Mig-29. Imagem ilustrativa.

Por volta das 21h30 de hoje (horário local), um caça Mig-29 da Força Aérea Eslovaca (Vzdušné Sily Ozbrojených Síl Slovenskej Republiky) caiu perto da cidade de Zlate-Moravce, no oeste do país.

Informações preliminares indicam que o motivo do acidente foi a falta de combustível, mas a causa final ainda será investigada. Felizmente, o piloto ejetou em segurança e foi levado ao hospital para os exames clínicos necessários neste tipo de evento.

O Mig-29, com base em Sliac era alocado ao Taktické krídl Sliac, 1. Bojová letka, estava em uma missão QRA (Quick Reaction Alert) com mísseis ativos quando o acidente aconteceu. Seu ala conseguiu pousar em segurança.

Circulam nas redes sociais imagens do caça Mig-29 que caiu nesta noite. Imagens Polícia Slovenskej republiky.

Autoridades locais isolaram a área da queda evitando que curiosos e imprensa aproximem-se do local da queda, para sua própria segurança.

Em dezembro de 2018, a Eslováquia assinou o contrato com a Lockheed Martin, para compra de 14 aeronaves de combate F-16 Block 70/72 para substituir seus MiG-29s.

Os primeiros quatro jatos F-16 Block 70/72 estão programados para serem entregues até 2022, o restante no ano seguinte.

O primeiro-ministro Peter Pellegrini disse que seu país pagará mais de 1,6 bilhão de euros (US $ 1,8 bilhão) pelas aeronaves. O acordo também inclui munição, treinamento de pilotos e outros serviços de pessoal e logística.


 

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Graças a Deus que o piloto conseguiu se safar! Ademais, se o motivo for pane seca, não será possível descer o malho no Fulcrum… rsrsrsrsrs

    P.S.: que linda a camuflagem eslovaca da primeira foto!!

Comments are closed.