O Pratt & Whitney F135 durante “teste de bancada”. Imagem ilustrativa.

A Pratt & Whitney está definindo uma atualização de motor para os F-35 entregues a partir de 2026, diz Matthew Bromberg, presidente da Military Engines.

As atualizações, cujos detalhes serão definidos em cerca de seis meses, estão focadas em melhorias no “fan” e nos acessórios do motor, disse Bromberg ao Aerospace DAILY durante uma entrevista em 17 de setembro durante a Air, Space and Cyber da Air Force Association.

A intenção é oferecer opções para melhorar o empuxo entre 10 a 12%, reduzir o consumo de combustível entre 5 a 6%, aumentar a elevação vertical em cerca de 2% e aumentar a capacidade geral de gerenciamento térmico e de energia, diz Bromberg.

“Essas metas são as melhorias propostas anunciadas para o “upgrade 2.0″, que permanece em discussão para inserção nas aeronaves entregues a partir de 2026”, disse.

O motor P&W F-135 é uma evolução do bem sucedido F-119 que propulsiona o F-22 Raptor, porém sem a opção de supercruise.

A P&W propôs originalmente um pacote de atualização, conhecido como “upgrade 1.0” que oferecia apenas melhorias de empuxo e de consumo de combustível, mas nenhuma capacidade extra para gerenciamento térmico.

“Descobrimos que não ressoava porque não tinha gerenciamento térmico e de energia”, diz Bromberg.

As atualizações “Growth Option” – GO e do Pacote de aprimoramento do motor “Engine Enhancement Package” – EEP resultam de tecnologias desenvolvidas no programa “Adaptive Engine Technology Program”, financiado pelo Laboratório de Pesquisa da Força Aérea para projetar um novo núcleo de motor.


FONTE: Aviation Week

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. 10 ou 12% de empuxo a mais seria bem útil, principalmente para a versão C.

Comments are closed.