Novos lotes de fabricação dos motores F135 compreende 332 unidades para motorizar os caças F-35.

A Pratt & Whitney, uma divisão da United Technologies Corp, anunciou que recebeu um contrato de produção para os 12º e 13º lotes dos sistemas de propulsão F135, que equipam todas as três variantes da aeronave F-35 Lightning II.

Este prêmio representa o maior contrato de produção do motor F135 de todos os tempos, financiando mais de 332 motores para os serviços armados dos EUA e clientes internacionais, e inclui gerenciamento de programas, suporte de engenharia, suporte de produção e ferramentas.

O valor total do contrato para o lote 12-14 é de aproximadamente US$ 5,7 bilhões e abrange todos os motores do lote 12 e do lote 13, com opções de preço para o lote 14.

“Este é um marco significativo para o programa e ressalta o trabalho árduo de nossa equipe conjunta do governo e da indústria”, disse Matthew Bromberg, presidente da Pratt & Whitney Military Engines em um comunicado à imprensa.

“Com mais de 500 motores F135 entregues até o momento, estamos em um ponto de inflexão interessante para o programa. Estamos focados em criar uma rede global de sustentação eficaz que apoiará o motor F135 ao longo de seu ciclo de vida”, afirmou Bromberg.

A empresa diz que o F135 é o motor de caça mais avançado já produzido, oferecendo mais de 40.000 libras de empuxo e avanços inigualáveis ??em segurança.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.