O Reino Unido recebeu até o momento 17 jatos de um lote inicial de 48 F-35B encomendados.

O Reino Unido reiterou que continua com o planejamento de compra de um total de 138 caças F-35 Lightning II durante a vida do programa, de acordo com Penny Mordaunt, a Secretária de Estado para Defesa do Reino Unido.

Mordaunt disse em uma declaração ministerial: “O Lightning dará flexibilidade operacional ao Reino Unido, permitindo-nos agir em um momento e local de nossa escolha. Os primeiros 17 de 48 caças F-35B da primeira compra já foram entregues; manteremos nosso plano de comprar 138 aeronaves F-35 Lightning durante a vida do programa, conforme declarado na Análise Estratégica de Defesa e Segurança 2015.”

“O F-35B Lightning II é uma aeronave avançada de quinta geração adquirida para operar ao lado dos Typhoon da RAF. Ele será tripulado conjuntamente pela Royal Air Force e pela Royal Navy, e poderá operar com igual capacidade terrestre e marítima, e fará parte integrante do Grupo de Ataque Embarcado operando a partir dos porta-aviões da Classe Queen Elizabeth. Com sensores avançados, sistemas de missão e tecnologia furtiva (stealth), o Lightning é um sistema aéreo de quinta geração que fornecerá ao Reino Unido uma capacidade de combate ao ar de combate mundial”, adicionou a Secretária de Defesa.

As questões ainda permanecem, no entanto, sobre a variante, com o governo afirmando freqüentemente que nenhuma decisão foi tomada sobre qual variante do jato comprar após os primeiros 48, que serão jatos F-35B.

Earl Howe, Ministro de Estado da Defesa e Vice-Líder da Câmara dos Lordes, disse no ano passado: “Como parte da Revisão Estratégica de Defesa e Segurança em 2015, reafirmamos nosso compromisso de adquirir 138 aeronaves F-35 Lightning II. As primeiras 48 aeronaves serão da variante F-35B, que serão operadas em conjunto pela Royal Air Force e pela Royal Navy, e capaz de operar tanto em terra quanto nos porta-aviões da Classe Queen Elizabeth. A decisão sobre a variante das parcelas subsequentes do Lightning será tomada no momento apropriado.”

A família F-35 inclui três variantes – todos os jatos monopostos: a variante de decolagem e pouso convencionais (CTOL) F-35A, a variante de decolagem curta / pouso vertical F-35B (STOVL) e a variante embarcada F-35C (CV).

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Porta aviões Queen Elizabeth mais F-35B uma combinação de respeito.
    É a Royal Navy mantendo o alto padrão.

  2. Provavelmente mais da versão B. 48 unidades é pouco pra se equipar 2 porta-aviões da classe Queen Elisabeth.

    • Ao contrário, é a salvação da RAF e renderá bilhões a Bae.

      A Bae fabricará 15% dos milhares de caças F35.

Comments are closed.