A Rússia continua em segundo lugar no mundo em número de aeronaves militares operacionais, de acordo com a revisão das Forças Aéreas Mundiais 2020 publicada pela revista aeroespacial Flight International.

Em dezembro de 2019, a Rússia tenha em operação 4.163 aeronaves e helicópteros militares de várias designações ou 8% da frota militar global e fica atrás apenas dos Estados Unidos por esse indicador (13.266 aeronaves de asa fixa e rotativa ou 25% do total). A China ocupa o terceiro lugar com 3.210 aeronaves e helicópteros militares ou 6% da frota militar global, de acordo com a pesquisa.

Comparado à pesquisa anterior das Forças Aéreas Mundiais divulgada em dezembro de 2018, a frota militar ativa da Rússia cresceu consideravelmente – 85 aeronaves. No mesmo período, a Força Aérea dos EUA reduziu sua frota em 132 aeronaves e helicópteros, enquanto a China aumentou sua aviação militar em 23 aeronaves.

Os especialistas da Flight International também observaram que os países da Rússia e da CEI demonstraram as maiores taxas de crescimento no número de aeronaves militares operacionais. Especificamente, o número de aeronaves e helicópteros de combate ativos naquela região cresceu 4%, enquanto esse número permaneceu inalterado na região Ásia-Pacífico e diminuiu 1% na América do Norte.

Como mostra a pesquisa, a frota militar global operava 1.067 caças Su-27 e Su-30 em dezembro de 2019 (ou 7% do número total de aviões de combate ativos no mundo). O primeiro lugar pertence aos caças F-16 dos EUA (2.280 unidades ou 16% do número total). Os caças F-15 ocupam o terceiro lugar (949 aeronaves ou 7% do número total de aviões de combate em serviço ativo com militares de todo o mundo).

A lista dos dez principais tipos de aeronaves ativas do mundo também inclui caças russos MiG-29, que ocupam o quinto lugar no ranking (791 aeronaves ou 5% do total de aviões de combate ativos em todo o mundo), aeronaves de ataque Su-25 (na sexta posição com 487 aviões de combate ou 3% do número total) e bombardeiros da linha de frente Su-24 (no nono lugar, 391 unidades ou 3% do número total de aviões militares do mundo).

Na categoria de aeronaves de combate, a Rússia ocupa o segundo lugar com 1.616 unidades (11% da frota operacional global). O primeiro lugar pertence aos Estados Unidos com 2.657 aeronaves ou 18% do número total, enquanto a China ocupa o terceiro lugar com 1.603 aviões ou 11%, mostra a pesquisa.


Fonte: TASS

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Os americanos diminuíram devido a aposentadoria de alguns F- 15/16 e principalmente F-18, o aumento da China em aeronaves novas deve ter sido maior que EUA e Rússia, como tinha relatado em um comentário anterior aqui, os Chineses operam muitas aeronaves velhas tipo Q-5C/D/E, J-7 e suas versões, J-8 e suas versões, Su-27SK/UBK etc.. Agora eles estão substituindo estas velharias, por isso o aumento na contagem geral de apenas 23 aeronaves..
    Fato interessante é o Su-24 e Su-25 entre os dez modelos mais numerosos, lembrando que os Russos (segundo fonte russas) tem 700 Su-24/25 em reserva, caso retornassem a ativa seriam mais numerosos ainda..

  2. A China se aproxima velozmente em ultrapassagem da Rússia.
    Há de se notar que apesar da enorme superioridade americana de mais de 1000 aeronaves operacionais, temos de destacar que em relação específica as frotas russa e chinesa, a conjunção da relativa frustração dos programas F-22 e F35 mais o envelhecimento inexorável dos F-15 e F-18 e F-16 este panorama favorável aos EUA pode se deteriorar rapidamente.
    Os EUA tem uma necessidade de renovação de frota muito mais crítica e urgente que a China e a Rússia nas próximas décadas…
    E não vejo na atual situação que os EUA tenham vitalidade econômica para substituição TOTAL da frota de aeronaves de caça atuais. Provavelmente terá que revitalizar além do previsto as aeronaves atuais para ter tempo de desenvolver uma nova frota.

    • China se aproxima velozmente da Rússia
      Rússia – +85 aeronaves
      China – +23 aeronaves

      EUA tem necessidade de renovação mais urgente que China e Rússia
      EUA
      – Aeronave mais antiga: F16 C/D Block 40
      – Hud, LCD, 100% digital, armamento inteligente

      China
      – Centenas de J-7, J8…
      – Tecnologia da década de 80

      EUA tenham vitalidade econômica para substituição TOTAL da frota de aeronaves de caça atuais
      – Compraram 2.300 caças F35 e o 6G está em estudos

Comments are closed.