Saab

Inicio Tags Comercial

Tag: Comercial

A Boeing confirma o início da fase final dos testes de sistemas do 747-8F

0

A Boeing confirmou que os testes chamados “Final Gauntlet” já estão em andamento no primeiro 747-8F, o 1420º Boeing 747 construído desde que o programa foi iniciado em 1966. Esses são rigorosos testes de sistemas que incluem verificações na fabricação, nas estruturas, sistemas integrados, trem de pouso e superfícies de controle de voo, os quais são simluados como se estivessem em voo, mas realizados na aeronave que será utilizada no primeiro voo. O Final Gauntlet é um importante passo que precede o primeiro voo.

Designado RC501, o primeiro 747-8F está efetuando esses testes de sistemas com o objetivo de verificar a segurança nos mecanismos e os tempos de respostas dos comandos. Os testes podem simular potenciais falhas que validarão os níveis de redundância dos sistemas da aeronave.

Mark Feuerstein, piloto chefe do 747, está a bordo da cabine de comando do RC501 durante os testes, que começaram ontem, dia 21, e demorarão cerca de 40 horas de testes contínuos, devendo ser finalizados no dia 23 de janeiro. Feuerstein será acompanhado pelo experiente piloto de testes Tom Imrich para o primeiro voo do 747-8F, o qual está sendo aguardado para o início de fevereiro.

Na sequência do “Final Gauntlet”, a aeronave deverá seguir para os testes de táxi e verificações pré-voo, e bem como as avaliações para receber a certificação experimental concedida pela Federal Aviation Administration (FAA).

Um fato curioso, é que a Boeing informou que a aeronave RC521 – o segundo Boeing 747-8F – deverá ser registrado novamente, após um erro na pintura que colocou o mesmo prefixo ( N747EX) em ambas aeronaves que estão pintadas, a primeira e a segunda aeronave de testes.

Fonte: FlightBlogger – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Anúncios

IMAGENS: Força Aérea da Suíça divulga belíssimas imagens do A380 voando sobre os Alpes Suíços

0
Airbus A380 e F/A-18 da Força Aérea Suíça sobrevoam os Alpes Suíços. (Foto: Força Aérea da Suíça)

Hoje , dia 21, a Força Aérea da Suíça divulgou belíssimas imagens do Airbus A380 voando sobre os Alpes Suíços em formação com um F/A-18. As imagens valem melhor que as palavras nesse caso.

Sem dúvida um presente para os fãs do A380, que comemorou essa semana 5 anos desde a sua apresentação oficial no dia 18 de janeiro de 2005, em Toulouse, na França.

Fotos: Força Aérea da Suíça

Embraer assina acordo preliminar com a Gulf Air

0
Embraer 170 nas cores da Gulf Air

A Embraer e a Gulf Air assinaram hoje, no Show Aéreo Internacional do Barein, um acordo preliminar para que a empresa aérea comece a voar dois jatos EMBRAER 170 por meio de leasing operacional.

“Estamos muito honrados pela escolha desta renomada empresa aérea da região do Golfo Pérsico, no ano do seu 60º aniversário”, disse José Luis Molina, Diretor da Embraer para a Europa, Oriente Médio e África – Aviação Comercial. “Buscamos agora concluir o contrato final e ter nossos E-Jets como uma ferramenta-chave nos planos de crescimento da Gulf Air.”

Ambos os jatos EMBRAER 170 – configurados em duas classes de serviço, com sete assentos na executiva e 60 na econômica – poderão ser entregues no primeiro trimestre de 2010. As aeronaves serão equipadas com um moderno sistema de entretenimento In-Flight Entertainment (IFE) para máxima comodidade na cabine.

“Com mais este importante passo da Gulf Air em seu novo posicionamento estratégico, tenho a grande satisfação de assinar este importante acordo hoje no primeiro Show Aéreo Internacional do Reino do Bahrein”, disse Samer Majali, CEO da Gulf Air. “Estamos introduzindo um novo conceito no transporte regional. A reestruturação e expansão das nossas redes regional e internacional e da nossa frota reforçarão nosso posicionamento como a empresa com o maior número de conexões do Oriente Médio por meio do Aeroporto de Bahrein. E para realizar este feito, necessitamos de aeronaves que sejam flexíveis e possam atender a estas demandas.”

A Gulf Air foi fundada em 1950 e é uma das mais antigas empresas aéreas do Oriente Médio. A companhia aérea nacional do Reino do Bahrein pertence à Bahrain Mumtalakat Holdings Company e seus objetivos originais não foram alterados – um compromisso com a mais moderna tecnologia de aviação e alinhada à tradicional hospitalidade árabe.

A empresa aérea oferece a seus clientes a vantagem única da maior rede do Oriente Médio com vôos sem escalas, oferecendo também conexões sem igual para outros destinos. A atual rede Europa, Oriente Médio e África da Gulf Air se estende da Europa até a Asia, atendendo a mais de 40 cidades em todo o mundo, com uma frota superior a 30 aviões. A empresa dispõe de acordos de compartilhamento de vôos (code-share) com 15 companhias aéreas de todo o mundo, oferecendo diversas opções de vôos que podem ser reservados diretamente com a Gulf Air.

Fonte: Embraer

A companhia aérea Yemenia assina contrato para compra de 10 aeronaves Airbus A320

0
Montagem de um Airbus A320 nas cores da Yemenia. (Imagem: Airbus)

A Yemenia, a companhia oficial do Iêmen, assinou um pedido firme para encomenda de dez aeronaves Airbus A320, após ter assinado uma carta de intenção no Dubai Air Show de 2007, onde também encomendou dez aeronaves Airbus A350 XWB. Dessa vez o pedido veio durante o Bahrain Air Show, que está sendo realizado no Barein até o próximo sábado, dia 23.

O Comandante Abdulkhalek Al-Kadi, CEO da Yemenia disse: “Nossos novos A320 irão compartilhar comunalidades operacionais e de manutenção com a nossa atual frota de Airbus A330 e com os nossos futuros A350.” Não foi informado quais motores serão usados nessas novas aeronaves. O negócio está avaliado em US$ 700 milhões.

Os novos Airbus A320 – quatro dos quais serão entregues em 2010, dois em 2012 e quatro em 2013 – substituirão parcialmente três aeronaves Airbus A310 que estão atualmente operando na frota da Yemenia. Eles também serão usados nos serviços aéreos para os destinos das regiões do Golfo Pérsico, Oriente Médio, África, Índia e sudeste europeu.

Os dez A320 encomendados serão integrados a atual frota da Yemenia de dois Airbus A330 e quatro Boeing 737-800, além dos três A310 que serão substituídos.

Reino Unido proíbe os voos de empresas do Iêmen

Nessa semana, o Primeiro Ministro do Reino Unido, Gordon Brown, proibiu todos voos que chegam e saem para o Iêmen, citando o medo crescente com a segurança aérea após o atentado a bomba que ocorreu no Natal, num voo da Delta Airlines, que saiu da Holanda com destino aos Estados Unidos.

Fonte: Airbus – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

O segundo Airbus A330-200F fez hoje seu primeiro voo

0
O segundo Airbus A330-200F 'MSN1032' decola para seu primeiro voo. (Foto: Airbus)

O segundo Airbus A330-200F fez seu primeiro voo hoje, dia 20. Equipado com dois motores Rolls-Royce Trent 700, a aeronave decolou para o primeiro voo de testes de rotina de três horas. Agora são duas aeronaves A330-200F no programa de testes de voo.

Essa última aeronave a voar, o ‘MSN1032’, contribuirá no programa de testes de voo do A330-200F que totalizará cerca de 200 horas de voo, visando a certificação na metade de março de 2010, seguido da entrega do primeiro avião do tipo para o cliente lançador da aeronave, a Etihad Crystal Cargo, no mês de junho.

O MSN1032 é o primeiro A330-200 Freighter (cargueiro) a ser equipado com uma seção com assentos, permitindo transportar seis passageiros; bem como uma pequena galley e uma área de descanso para tripulação. As tarefas de desenvolvimento para essa aeronave se concentrarão nos equipamentos e fixações, além de testes complementares em diversos sistemas, incluindo: comunicações; distribuição de energia; ar condicionado; detectores de fumaça; oxigênio; água; e lixo.

Enquanto isso, o primeiro A330-200F da campanha de testes de voo, o ‘MSN1004’ o qual voou pela primeira vez em novembro de 2009 (veja aqui no Cavok), equipado com dois motores Pratt&Whitney PW4000, efetuou com sucesso seus primeiros testes, incluindo os dos sistemas de piloto automático e de pouso automático. O MSN1004 agora embarca para os testes de baixa temperatura no Canadá, e na sequência disso, a aeronave será enviada para as altas temperaturas do Oriente Médio.

Fonte: Airbus – Tradução: Cavok

Azul transportou 2,2 mi de passageiros em seu 1º ano

0
Embraer 190 da companhia aérea Azul Linhas Aéreas

A companhia aérea brasileira Azul Linhas Aéreas transportou 2,2 milhões de passageiros em seu primeiro ano de operações e deverá ter lucro em 2010, disse o fundador e presidente da empresa, David Neeleman. Mais conhecido por ter lançado a JetBlue Airways há uma década nos EUA, Neeleman disse em entrevista que acredita que a Azul seja a primeira empresa aérea do mundo a superar a marca de 2 milhões de passageiros transportados em seus primeiros 12 meses de operações.

A Azul opera hoje 14 aviões que atendem 16 cidades. Quatro destinos serão acrescentados este ano e sua frota subirá para 21 aviões até o final de 2010 e para 33 até 2011, disse Neeleman. A Azul opera os modelos E-195, de 118 assentos, e E-190, de 106, ambos da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer).

O grupo voou com cerca de 80% de sua capacidade ocupada em 2009, a maior taxa entre as principais companhias aéreas do Brasil, de acordo com a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). A Azul terminou o ano com 3,8% do mercado de passageiros domésticos. TAM e Gol possuem juntas 87%.

Há um ano, quando a Azul se preparava para seus primeiros voos, Neeleman reclamou que os mercados de crédito congelados dificultavam o financiamento da frota. Mas a companhia, que atraiu US$ 200 milhões em capital de investidores dos EUA e do Brasil, conseguiu enfrentar essa dificuldade. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado via Abril.com

VÍDEO: Quarta aeronave Boeing 747-400LCF Dreamlifter decola pela primeira vez em Taiwan

0
Primeiro voo da quarta aeronave Boeing 747-400LCF Dreamlifter, realizado no dia 15 de janeiro em Taiwan. (Foto: Ben Yu)

No dia 15 de janeiro de 2010, a quarta aeronave Boeing 747-400LCF (Large Cargo Freighter) Dreamlifter (N718BA) fez seu primeiro voo em Taiwan. A primeira aeronave LCF voou pela primeira vez no dia 9 de setembro de 2006.

A aeronave pode transportar cerca de três vezes mais a capacidade de um 747-400F normal de carga, e sua principal tarefa é transportar peças das aeronaves 787 que são feitas na Itália e no Japão, até as unidades da Boeing nos Estados Unidos.

A quarta aeronave Boeing 747-400LCF, vista ainda na unidade da Evergreen em Taiwan, em dezembro de 2009, um pouco antes de seu primeiro voo realizado dia 15 de janeiro.

As modificações na estrutura da fuselagem são feitas em Taiwan, pela Evergreen Aviation Technologies Corporation, uma joint venture entre a EVA Air e a General Electric.

Essa é a última aeronave LCF que deverá adquirida pela Boeing, e que antes da modificação havia voado pela Malaysia Airlines (9M-MPA), como aeronave de passageiros.

A Japan Airlines apresentou hoje, dia 19, o pedido de concordata

0
Boeing 777-200 da Japan Airlines

A companhia aérea japonesa Japan Airlines (JAL), a maior da Ásia, apresentou nesta terça-feira (19) pedido de concordata em um tribunal de Tóquio, de acordo com a lei local de reabilitação corporativa, informou a agência “Kyodo”. Segundo a Reuters, a companhia acumulava um total em dívidas de 2,3 trilhões de ienes ( US$ 25,4 bilhões) até o final de setembro.

Boeing 747-400 "Yokoso! Japan"

A concordata é um recurso legal que empresas utilizam quando não conseguem mais pagar suas dívidas para continuar em atividade. O pedido de concordata durante o processo de falência permite manter a empresa em funcionamento. Na falência, todas as atividades da empresa são encerradas.

A companhia, de acordo com agências internacionais, continuará voando graças ao apoio de quase 1 trilhão de ienes (US$ 11 bilhões) do Enterprise Turnaround Initiative Corp of Japan (Etic), fundo apoiado por recursos do governo e voltado a resgatar empresas.

A empresa, no entanto, deverá passar por uma profunda reestruturação, incluindo a formação de um novo conselho de administração. A Japan Airlines já foi socorrida pelo governo três vezes nos últimos dez anos. Estuda-se ainda uma ajuda financeira por parte das empresas parceiras da aliança Oneworld, a qual a JAL faz parte desde 2005.

Boeing 777-300ER "Oneworld"

A concordata da empresa é a sexta maior “quebra” da história do Japão após a Segunda Guerra Mundial, e a mais grave já registrada por uma companhia que não pertence ao setor financeiro.

O plano de reestruturação prevê que a JAL possa voltar aos números positivos no ano fiscal de 2011. Caso a estratégia não dê certo, os bens da companhia seriam postos à venda para garantir o ressarcimento de seus credores.

Está previsto que, por conta da quebra, as ações da JAL deixem de ser negociadas. Em apenas uma semana, os títulos perderam 90% de seu valor, até alcançar uma capitalização total de apenas US$ 150 milhões.

A Japan Airlines foi fundada no dia 1º de agosto de 1951 e começou a operar no dia 25 de outubro do mesmo ano. Atualmente possui em sua frota 187 aeronaves, mais 54 encomendas e 20 opções de compra.

Torcemos pela breve recuperação da maior companhia aérea da terra do sol nascente.

Fonte: G1 – Adaptação do Texto: Cavok

VÍDEO: Como transformar o interior de um 747 da United Airlines

0

O vídeo em timelapse, mostra a remodelação interna de um Boeing 747-400 da United, que recebeu a nova configuração da Primeira Classe, a First Class Suite.

A  United começou a remodelação das cabines no início de 2008, e em fevereiro de 2009 havia remodelado todas as cabines de passageiros da primeira classe e da executiva, nas aeronaves Boeing 747-400, 777-200/200ER e nos 767-300ER, que oferecem novas “verdadeiras camas” e TVs LCD de 15 polegadas individuais, com mais de 150 horas de opções de entretenimento. Além de tudo isso o passageiro também tem a disposição telefone satelital, plug para conectar laptops e todos mimos que quem viaja nessa classe recebe durante os voos.

Boeing 747-400 da United Airlines (Foto: Robert McConnell)

Para informações sobre quais voos a United oferece esse serviço realmente de primeira classe ou conhecer mais sobre a United First Suite, basta visitar suitedreams.united.com.

Boeing se prepara para começar voos de testes com o 747-8F

0
Boeing 747-8F (RC501) com as cores da Boeing, e em primeiro plano o segundo Boeing 747-8F (RC521) antes de seguir para a linha de pintura. (Foto: Boeing)

A Boeing informou que permanece no cronograma para o primeiro voo de seu novo Boeing 747-8F (Cargueiro) para o início de 2010, mais provavelmente no dia 21, como algumas fontes informam, trazendo o plano de entregar ele ao primeiro cliente, a Cargolux, no final de 2010.

Segundo Mohammad (Mo) Yahyavi, vice-presidente e gerente geral do programa do 747, deverão ser consumidas 3.700 horas de testes durante o programa do 747-8, consistindo em 1.600 horas de voo e 2.100 horas de testes no solo, according to .

A frota de voos de testes do 747-8F consistirão em três aeronaves com toda instrumentação – a primeira aeronave RC501 – juntamente com as RC521 e RC522. Esses serão as aeronaves 747 de números 1.420, 1.421 e 1.422 a serem construídas.

A aeronave RC501 está na linha de voo em fase de testes funcionais desde o dia 18 de novembro, enquanto a RC521 deixou a fábrica no dia 6 de janeiro e depois foi movida para o hangar de pintura no dia 9 de janeiro. A RC522 ainda está na segunda fase de montagem, quase no final da linha, próximo as portas de saída do prédio de montagem.

O programa de voos de testes do 747-8F começarão em Paine Field, onde está situada a fábrica da Boeing em Everett, Washington, onde também irá ocorrer o primeiro voo. Devido as operações de voos de testes com o Boeing 787, as frotas dos 787 continuarão operando a partir da Boeing Field, local de testes de voo da Boeing, enquanto que o 747-8 (RC501) começará os testes iniciais de aeronavegabilidade em Moses Lake, Washington.

Uma vez que esses testes forem completos, o RC521 será autorizado a voar juntamente com o RC522, os quais marcarão a transferência das três aeronaves de testes para Palmdale, California, onde serão finalizados os voos de testes do programa.

A primeira aeronave RC501 será entregue para Cargolux na sequência de sua certificação, enquanto que as aeronaves RC521 e RC522, a segunda e terceira aeronaves 747-8F, serão entregues para Nippon Cargo Airlines, após a 521 efetuar as tarefas de testes de desempenho de combustível, milha náutica aérea e desempenho, enquanto que a 522 focará as validações de controle do ambiental, hidráulica, elétrica e sistemas de proteção de interferências eletromagnéticas, bem como desempenho acústico da aeronave. As denominações dos 747-8F não seguem uma sequência lógica devido que a numeração é de acordo com a companhia que receberá a aeronave: a 501 é para Cargolux. As 521 e 522 serão para Nippon Cargo Airlines.

Até o momento são 108 encomendas do novo 747-8, nas versões cargueiras e de passageiros.

Fonte: Boeing – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Gol lança portal que conta história da companhia

1
Boeing 737-700 PR-GOF 'Aurea', um dos primeiros 737 recebidos pela Gol Linhas Aéreas. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

Em comemoração ao seu aniversário de nove anos, que acontece esta semana, a Gol Linhas Aéreas Inteligentes lançou nesta segunda-feira o portal Memória Gol, um canal com conteúdo histórico criado pelo Centro de Documentação e Memória para aproximar ainda mais a empresa de seus públicos externos, sobretudo os pesquisadores, estudantes e entusiastas de aviação.

“Daqui para frente, teremos um canal direto entre os públicos externos e a Memória Gol, proporcionando atendimento rápido e eficaz”, diz Clarissa Schmidt, coordenadora do Centro de Documentação e Memória da Gol.

Na página de abertura do site, a primeira surpresa: uma reprodução, fornecida pelo Planetário de São Paulo, do céu de Brasília no momento em que o primeiro voo da Gol decolava, em 15 de janeiro de 2001. A ideia do projeto é produzir uma experiência de participação: o visitante navega pelo portal a partir da cabine de comando de um Boeing 737-800 Next Generation da empresa, passando pelas diferentes seções à medida em que move o manete da aeronave para frente ou para trás.

O portal Memória Gol, que descreve a trajetória da companhia, inclui uma linha do tempo detalhada, dados estatísticos, informações sobre prêmios, responsabilidade social e inovações tecnológicas introduzidas no mercado pela empresa, além de fotos de cada aeronave que opera pela Gol e pela Varig e uma coleção digitalizada completa da revista de bordo. “O fato de a Gol investir na preservação da sua história sendo ainda uma empresa tão jovem destaca-se como marco no setor de aviação no País”, aponta Clarissa.

O Centro de Documentação e Memória da Gol existe desde 2003. Além de centralizar a gestão e preservação dos documentos da empresa, ajuda na construção de uma identidade institucional com sólidas referências, o que mantém a coesão interna e o sentimento de pertencimento dos colaboradores. O departamento funciona também como uma forma de registrar valores e culturas, contribuindo para a construção da história da aviação. Hoje, o acervo permanente do CEDOC da Gol é composto de, aproximadamente, 71 mil documentos, sendo 2.909 audiovisuais, 506 bibliográficos, 34.881 iconográficos, 32.398 textuais e 470 museológicos, permitindo que o setor atue como núcleo de informação, possibilitando a realização de atividades, como exposições temporárias, atendimento a clientes, pesquisadores e visitas técnicas de empresas.

O portal Memória Gol está disponível em www.voegol.com.br/memoria

Fonte: Gol Linhas Aéreas

ECC Leasing arrenda quatro jatos ERJ 135 à South African Airlink

0
Embraer ERJ 135 da South African Airlink

ECC Leasing Company Limited, subsidiária integral da Embraer, assinou um contrato de leasing para quatro jatos ERJ 135 usados com a South African Airlink. Estes aviões – números de série 551, 620, 720 e 725 –, cuja entrega está prevista para o final de janeiro, substituirão alguns turboélices da companhia aérea e auxiliarão o transporte durante a Copa do Mundo FIFA 2010.

Os jatos ERJ 135 da South African Airlink estão configurados com 37 assentos. Com base em Joanesburgo, na África do Sul, os aviões serão utilizados em rotas regionais que devem ter um significativo aumento de demanda em função da Copa do Mundo de futebol da FIFA, que começará em junho no país.

“Estamos muito satisfeitos em aumentar nossa frota de jatos ERJ 135 para atender à crescente demanda dos mercados doméstico e intra-regional em que atuamos”, disse Rodger Foster, CEO da South African Airlink. “Reduziremos o tempo de viagem e oferecemos uma cabine mais confortável aos passageiros. Esta é uma oportunidade para introduzir aeronaves maiores e mais eficientes. Além disso, vemos benefícios claros em trabalhar diretamente com o fabricante, a Embraer, por meio da ECC.”

A companhia privada South African Airlink foi lançada em 1995, mas sua história remonta à criação da Midlands Aviation, em 1967. Em 1997, a South African Airlink se juntou à South African Airways e à South African Express em uma poderosa aliança estratégica que levou ao estabelecimento da rede de aviação líder na África.

A South African Airlink atende a uma rede quase exclusiva de pequenas comunidades. A companhia opera mais de 3.500 vôos por mês, transportando aproximadamente 900 mil passageiros para mais de 25 destinos na África do Sul durante o ano encerrado em 31 de agosto de 2009. Possui uma frota de 22 aeronaves (mais duas aeronaves ERJ 170 encomendadas), incluindo cinco aeronaves ERJ 135LR.

Além disso, é a única empresa aérea regular que oferece serviços na região sul da África. Dentre os destinos operados pela South African Airlink estão importantes centros de negócio como Ndola e Lusaka (Zâmbia), Harare e Bulawayo (Zimbábue), Antananarivo (Madagascar), Manzini (Suazilândia), Maputo e Beira (Moçambique) e Maseru (Lesoto).

Subsidiária integral da Embraer, a ECC Leasing Company Limited foi incorporada em Dublin, Irlanda, em setembro de 2002, para administrar e negociar o portfólio de aeronaves usadas da Embraer. Até o momento, a ECC administrou um total de 79 aeronaves, das quais 27 foram arrendadas e 37 vendidas para companhias aéreas, empresas e entidades governamentais na América do Norte, América do Sul, Europa e Ásia.

Para mais informações, visite www.ECCleasing.com.

Fonte: Embraer

Lao Airlines adquire dois ARJ21 da China

0
Comac ARJ21

A Lao Airlines assinou um acordo com a Commercial Aircraft Corporation da China (Comac) para aquisição de duas aeronaves ARJ21-700, se tornando o primeiro cliente de exportação do jato narrowbody chinês.

O acordo foi assinado no dia 8 de janeiro em Vientiane, numa cerimônia com a presença de oficiais do Governo do Laos, informou a Comac.

Não foi informado quando as duas aeronaves serão entregues. A Comac não estava disponível para comentar o assunto.

A Lao Airlines opera uma frota de turbohélices ATR 72 e aeronaves MA60 fabricadas na China.

Possui serviços domésticos e internacionais para os destinos de Siem Reap, Bangkok e Kunming na China, além de outros.

A empresa chinesa Kunpeng Airlines deverá ser o cliente lançador do ARJ21 e deverá receber suaprimeira aeronave em 2010.

A aeronave ARJ21 tem seu projeto desenvolvido em cima do McDonnell Douglas MD90, que havia sido construído sob licença na China.

Fonte: Flight Global – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

VÍDEO: Boeing 787 pousando com o Monte Rainier ao fundo

0
Boeing 787 Dreamliner pousando, com o Monte Rainier ao fundo. (Foto: Liz Matzelle)

Nada melhor do que começar a semana com uma bela imagem. Nesse caso do Boeing 787 Dreamliner pousando com o Monte Rainier ao fundo. O momento gravado por Liz Matzelle no sábado, dia 9, foi registrado também em vídeo, que pode ser conferido clicando para ler mais.

Mais fotos de Liz Matzelle no dia 09, em Paine Field, podem ser vistas clicando aqui.

IMAGENS: Boeing 737 da Georgian Airways pousa em Moscou

0
Pessoas querem registrar a decolagem do Boeing 737-500 da Georgian Airways do aeroporto de Tbilisi indo para Moscou. (Foto: Vano Shlamov / AFP / Getty Images)

Uma aeronave da Georgian Airways pousou no aeroporto russo Domodedovo, em Moscou, na sexta-feira, dia 8, sendo o primeiro voo direto entre a Rússia e a Geórgia desde agosto de 2008 quando houve a guerra na Ossédia do Sul.

“É maravilhoso que estamos voando para Moscou novamente,” disse o CEO da Georgian Airways Tamaz Gaiashvili, uma das 85 pessoas a bordo do Boeing 737 antes do voo.

O voo A9-1930 de charter com um Boeing 737-500 da Georgian Airways decolou de Tbilisi às 06:38 horário de Brasília e pousou em Moscou às 09:05 horário de Brasília.

Aeronaves da Rússia e da Geórgia mais uma vez podem ser vistas lado a lado no aeroporto em Moscou. (Foto: Andrei Smirnov / AFP / Getty Images)

Os voos diretos entre os dois países haviam sido suspensos em 2006. Eles retornaram a operar por um curto espaço de tempo em 2008 quando foram paralisados novamente após a guerra na Ossédia do Sul.

Segundo oficiais que trabalham no aeroporto russo, os voos devem ser reabertos oficialmente no dia 1º de março, quando começam a operar regularmente.

As companhias aéreas Jetstar e AirAsia lançam a primeira aliança mundial low cost

0
Airbus A330 da Air Asia num voo de formação com os Red Arrows, durante o Exercício Eastern Arrow 2007, na Malásia.

As companhias aéreas Jetstar, da Austrália, e AirAsia da Malásia, anunciaram no dia 6 de janeiro que estão formando a primeira aliança mundial de empresas low cost, que poderá reduzir os custos, aumentar a experiência e finalmente reduzir as tarifas aéreas entre as companhias.

Airbus A320 da JetStar

A chave para o acordo é a especificação proposta em conjunto para a nova geração de aeronaves narrow body das frotas, que melhor atenderá as necessidades das duas companhias no futuro. Grupos das duas empresas analisarão as oportunidades para definir as novas aeronaves.

O acordo entre as empresas Jetstar e AirAsia, duas das maiores companhias aéreas na região da Ásia-Pacífico, as quais juntas faturaram próximo aos US$2,76  bilhões em 2009, está sujeito a uma aprovação dos órgãos regulatórios dos países envolvidos.

A partir da esquerda, o CEO da Air Asia, Tony Fernandes; o CEO da Qantas, Alan Joyce; e o CEO da JetStar, Bruce Buchanan, anunciam os planos para cortar os custos durante uma conferência de imprensa em Sydney, na quarta-feira, dia 6 de janeiro. (Foto: AFP / Torsten Blackwood)

A Jetstar, uma subsidiária da companhia aérea australiana Qantas, está baseada na cidade de Melbourne e tem voos para cerca de 30 destinos, com uma frota de 45 aeronaves; a AirAsia, companhias aérea da Malásia, está baseada em Sepang, e atende 65 destinos com uma frota de 86 aeronaves.

Azul Linhas Aéreas lança concurso onde você poderá voar nos simuladores do Embraer 195

1
Simulador de voo do jato Embraer 195, da empresa Azul Linhas Aéreas. (Foto: Azul Linhas Aéreas)

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras, em parceria com a GameLib e a Microsoft – Games for Windows, lançou o concurso cultural Piloto Azul. A idéia é incentivar as pessoas a pilotarem o Embraer 195 ou o Embraer 190, as aeronaves da frota da… Azul, no Microsoft Flight Simulator e postarem seus vídeos no You Tube. O primeiro lugar vai ganhar, além dos 30 minutos em um simulador do Embraer 195 da empresa aérea, um Windows 7 Ultimate, um Combat Flight Simulator e um teclado Wired Keyboard 200.

Confira mais informações em: www.gamelib.com.br/pilotoazul

Fonte: Azul Linhas Aéreas

Wings Air coloca em operação as primeiras três aeronaves ATR 72-500 na Indonésia

0
ATR 72-500 da Wings Air (Foto: ATR)

A companhia aérea da Indonésia, a Wings Air, uma subsidiária regional da empresa aérea privada Lion Air, e a ATR celebraram ontem a introdução das três primeiras aeronaves ATR 72-500 para o mercado que está em rápida expansão da Indonésia. A entrega dessas aeronaves vem após a assinatura, no ano passado, durante o Dubai Air Show, divulgada aqui no Cavok, para aquisição de 15 aeronaves ATR 72-500, com opção para outras 15 aeronaves ATR 72-600, avaliadas em cerca de US$600 milhões, com as opções incluidas.

As aeronaves, configuradas com 72 assentos e equipadas com motores Pratt & Whitney 127M, são equipadas com um interior de cabine com o que existe de mais moderno para o conforto dos passageiros, bem como as mais avançadas tecnologia de navegação no cockpit.

Com a introdução dos novos ATR 72-500 na frota, a Wings Air consolidará a posição de líder no mercado doméstico da Indonésia, desenvolvendo novas rotas para os principais hubs e expandindo a rede de voos para áreas remotas do país, regiões que não eram beneficiadas com voos regulares no passado.

Os ATR 72-500 operados pela Wings Air também substituirão as aeronaves MD-80 em algumas rotas e aumentarão as frequências nas rotas existentes operadas pelos Boeing 737-900ER da Lion Air. As 12 remanescentes aeronaves ATR 72-500 do pedido firme serão introduzidas progressivamente entre 2010 e 2011.

Fonte: ATR – Tradução e Adaptação do Texto: Cavok

VÍDEO: Acompanhe o dia a dia de um piloto e uma comissária da TAM

0

Esse vídeo foi produzido pela empresa TAM e mostra a rotina diária de um piloto e de uma comissária da empresa aérea brasileira. O vídeo também está sendo passado a bordo das aeronaves durante o mês de janeiro de 2010.

IMAGENS: Segunda aeronave Boeing 747-8F vista em Paine Field

0
Segunda aeronave Boeing 747-8F fotografada em Paine Field, ao lado do primeiro 747-8F (RC501) (Foto: KPAE Paine Field)

Ontem divulgamos aqui no Cavok a informação sobre a data do primeiro voo do novo Boeing 747-8F (Cargueiro). Agora divulgamos duas imagens da segunda aeronave 747-8F que foi fotografada ontem, dia 06, em Paine Field, na fábrica da Boeing, em Everett, Washington.

A segunda aeronave Boeing 747-8 pode ser vista nessa imagem, fora do hangar, ainda sem a pintura da Boeing. (Foto: KPAE Paine Field)

A aeronave encontrava-se parada ao lado do primeiro 747-8F, mas sem a pintura final, que segundo fontes da Boeing deverá ocorrer até o final da semana que vem.

Essa segunda aeronave ainda necessita efetuar testes de motores e todas checagens de sistemas de voo antes de prosseguir para os testes em voo junto com a primeira aeronave.

Cavok nas redes sociais

62,399FãsCurtir
340Inscritos+1
6,413SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios