Saab

fiqueemcasa

Inicio Tags CSAR

Tag: CSAR

Sikorsky recebe novo contrato para o HH-60W agora batizado de “Jolly Green II”

0
O helicóptero HH-60W recebeu o nome de Jolly Green II, homenageando os helicópteros que realizaram missões CSAR no Vietnã.

A Sikorsky, construirá 12 helicópteros HH-60W Combat Rescue Helicopters (CRH) após o recebimento de um segundo pedido de produção da Força Aérea dos EUA (USAF), conhecida como Lote 2, avaliado em mais de US$ 500 milhões. O helicóptero agora passa a ser chamado de “Jolly Green II”.

Anúncios

IMAGENS: HH-60W entra na câmara para testes de sistemas de defesa

0
Um HH-60W do 413º Esquadrão de Teste de Voo fica pendurado na câmara anecóica da Base Aérea de Eglin, na Flórida. O Whisky entrou na câmara por aproximadamente sete semanas de testes em sistemas defensivos. (Foto: U.S. Air Force / Samuel King Jr.)

O mais novo helicóptero de resgate da Força Aérea dos EUA, o HH-60W foi suspenso em uma câmara à prova de som para testes de sistemas de defesa no mês passado.

IMAGENS: USAF recebe primeiro HH-60W para testes de desenvolvimento

0
O novo helicóptero de resgate de combate HH-60W da Força Aérea dos EUA chega em sua nova casa, em 6 de novembro, na Base Aérea de Eglin, na Flórida. (Foto: U.S. Air Force photo/Samuel King Jr.)

O mais novo helicóptero da Força Aérea dos EUA, o Sikorsky HH-60W Combat Rescue Helicopter (CRH), pousou na Base da Força Aérea de Eglin no dia 6 de novembro para iniciar os testes de desenvolvimento.

Acidente com Grand Caravan da TwoFlex após decolagem em Manaus

1
Aeronave Cessna Grand Caravan matrícula PT-MHC ficou totalmente destruída após a queda.

Um avião monomotor Cessna Grand Caravan, pertencente a empresa TwoFlex, caiu na tarde da segunda-feira (16), com 10 pessoas a bordo próximo ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus (AM). Os oito passageiros e dois tripulantes sobreviveram.

Piloto da USAF voa pela primeira vez no novo helicóptero HH-60W CSAR

0
O novo helicóptero CSAR Sikorsky HH-60W.

O 413º Esquadrão de Testes de Voo (FLTS) realizou com sucesso o primeiro voo pilotado por militares da Força Aérea dos EUA no novo helicóptero de busca e resgate em combate (CSAR) HH-60W em 11 de julho. O teste foi realizado na instalação de testes da fabricante Sikorsky, em West Palm Beach, Florida.

Helicópteros Black Hawk da FAB participam de treinamento SAR na Colômbia

3
Os treinamentos simulam os cenários de Busca e Resgate e de Busca e Resgate em Combate.

Militares do Esquadrão Pantera (5°/8° GAV) e do Esquadrão Hárpia (7°/8° GAV) participam, até o próximo dia 14, do Exercício Multinacional Angel de Los Andes 2018, na cidade de Rionegro, na Colômbia. Um militar do Comando de Preparo (COMPREP), como Observador nas ações de Operações Especiais, e uma aeronave H-60L BlackHawk também representam a Força Aérea Brasileira (FAB).

Primeiro helicóptero Sikorsky HH-60W CSAR entra na fase de montagem final

37
O primeiro helicóptero HH-60W Combat Rescue Helicopter na linha de montagem da Sikorsky em Stratford, Connecticut.

A Sikorsky, empresa da Lockheed Martin, está começando a montagem final do primeiro helicóptero de resgate em combate HH-60W (CSAR), que trará aprimoramentos de capacidade sem precedentes para a missão de resgate da Força Aérea dos EUA (USAF). O momento da montagem final acompanha o cronograma acelerado do programa e posiciona o primeiro voo da aeronave para o final deste ano, dois meses antes do cronograma.

Militares da FAB participam do Angel Thunder nos EUA

1
A equipe de militares da 1° GTT da FAB que participou do exercício Angel Thunder nos EUA. (Foto: Capitão Link / 1° GTT)
A equipe de militares da 1° GTT da FAB que participou do exercício Angel Thunder nos EUA. (Foto: Capitão Link / 1° GTT)

Um grupo de 43 militares da Força Aérea Brasileira participa até o dia 20 de abril do Angel Thunder 2013, maior exercício militar do mundo de resgate em combate (CSAR) e recuperação de pessoal (Personal Recovery -PR). Organizado pela Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), o treinamento reúne militares de mais de 15 países na Base Aérea de Davis Mountain, na cidade de Tucson, estado do Arizona, Estados Unidos.

A equipe da FAB, comandada pelo Tenente-Coronel-Aviador Potiguara Vieira Campos, embarcou na quinta-feira (04/04) na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, a bordo de uma aeronave C-130 Hércules do Esquadrão Gordo (1º/1º GT).

O objetivo do interncâmbio com militares com experiência de combate real e recente é vivenciar, planejar e aperfeiçoar doutrinas, táticas e técnicas, primordiais para o emprego operacional das unidades da FAB.

Fonte: FAB na Angel Thunder

Enhanced by Zemanta

Força Aérea dos EUA recebe o primeiro HC-130J Combat King II preparado para combate

7
A primeira aeronave HC-130J Combat King II “pronta para o combate” no momento que chegava na Base Aérea de Davis-Monthan, Arizona. (Foto: Senior Airman Michael Washburn / U.S. Air Force)

Fazendo a sua estreia na Força Aérea dos EUA, o primeiro HC-130J Combat King II “pronto para combate” pousou no dia 15 de novembro na Base Aérea de Davis-Monthan, Arizona, sendo a peça central de uma cerimônia presidida pelo coronel Jason Hanover, comandante do 563° Grupo de Resgate.

A aeronave HC-130J “5706” no momento que partia da Lockheed Martin, em Marietta, Georgia, e seguia para Base Aérea de Davis-Monthan. (Foto: Lockheed Martin)

O 563° Grupo de Resgate dirige as operações de voo para a única ala da ativa da USAF dedicada somente as operações de busca e resgate em combate. O novo avião HC-130J substitui o HC-130P, uma aeronave de 1960, que estava atualmente em uso pelo 79° Esquadrão de Resgate.

O novo avião foi recebido por uma formação de 21 militares da Força Aérea dos EUA que, após a chegada do HC-130J, saudaram a aeronave enquanto uma multidão esperava para participar da cerimônia.

“Esta aeronave, significa uma capacidade maior de sobrevivência para os nossos HH-60 e nossos anjos da guarda”, disse Hanover, referindo-se à equipe de aviadores e profissionais de pararesgate que servem sob o lema “para que outros possam viver” e estamos prontos para missões implantadas em qualquer momento em qualquer lugar em todo o mundo. Os helicópteros HH-60 são capazes de fornecer um moderno e completo atendimento médico no local da queda enquanto em rota para um hospital distante.

A tripulação do HC-130J posa junto com a aeronave na Base Aérea de Davis-Monthan. (Foto: Senior Airman Michael Washburn / U.S. Air Force)

“Isso significa uma maior eficácia e velocidade para chegar ao nosso pessoal isolado, que precisa de cuidados, de salvamento médico e apoio”, disse Hanover. “É uma variante C-130, mas as diferenças tornam o HC-130J uma aeronave totalmente diferente. Gostaria que pudéssemos dar-lhe um número diferente, porque é tão radicalmente avançado.”

Davis-Monthan tem a honra de receber o primeiro modelo J pronto para combate por causa do marco significativo que representa para a comunidade de resgate da Força Aérea dos EUA.

As atualizações presentes no HC-130J que o tornam tão avançado incluem aprimorados sistemas de navegação, detecção de ameaças e de contramedidas. A frota de aeronaves tem um sistema de navegação inercial e de posicionamento global totalmente integrado, e uma iluminação interior e exterior que está compatível com óculos de visão noturna. Ele também tem radar, visor frontal infravermelho, receptores de alerta de mísseis, dispensadores de chaff e flare, comunicação por satélite e link de dados, além de capacidade para receber combustível em voo através da instalação de um receptáculo de reabastecimento aéreo universal.

“Esta aeronave nos permite atualizar nossa força de resgate pessoal”, disse o sargento Derek Ruud, chefe de equipe do 923° Esquadrão de Manutenção de Aeronaves. “Nós vamos ter melhores capacidades que nos permitem realizar a nossa missão mais rapidamente e mais eficazmente.”

As aeronaves HC-130J Combat King II serão usadas unicamente para missões de busca e salvamento em combate. (Foto: Senior Airman Michael Washburn / U.S. Air Force)

Com a Base de Davis-Monthan recebendo os novos HC-130Js, a capacidade de missão do 79° Esquadrão de Resgate vai melhorar.

“Nós vamos ser capazes de poder ser implantado a qualquer hora, em qualquer lugar e fornecer uma cobertura de 24 horas”, disse Ruud. “O C-130 que tínhamos antes eram de 1960, portanto, teríamos problemas com quebras. Nós não vamos ter essa questão agora. Nós vamos ser capazes de lançar o avião mais rápido.”

Texto: Senior Airman Michael Washburn / 355th Fighter Wing Public Affairs – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Força Aérea dos EUA tenta novamente a aquisição de helicópteros CSAR

3
A USAF mantém uma frota de 67 helicópteros HH-60F Pave Hawk nas tarefas de busca e resgate em combate. (Foto: Airman First Class Brian Ybarbo / U.S. Air Force)

A Forca Aérea Americana emitiu um esboço para um novo concurso (RFP) para o programa de helicópteros de salvamento em combate (CSAR), sucedendo ao cancelado CSAR-X para substituir os helicópteros Sikorsky HH-60G Pave Hawk de CSAR que estão em serviço.

O programa para o novo helicóptero de resgate em combate (CRH) é uma versão reduzida do programa CSAR-X avaliado em US$ 15 biliões. Em 2006, o Pentágono escolheu o Boeing HH-47 Chinook como vencedor, mas o programa acabaria por ser cancelado em 2009, depois de um sucessivo conjunto de protestos judiciais, propostas retificadas e atrasos. A plataforma idealizada para o CRH, anteriormente conhecida como Programa de Recapitalização do HH-60, “terá de ser baseada num helicóptero atualmente em produção com algumas modificações baseadas numa tecnologia amadurecida e com a integração limitada de subsistemas existentes,” de acordo com um pedido de informação (RFI) enviado pela US Air Force no último mês de Novembro a alguns construtores. Um pedido de informação (RFI) havia sido enviado anteriormente solicitando um estudo sobre os sistemas que teriam de ser empregues para a nova aeronave.

A Boeing havia vencido a competição anterior com o helicóptero HH-47, mas o programa CSAR-X foi cancelado. (Foto: Boeing)

De acordo com uma declaração enviada no último mês de Fevereiro ao Congresso, responsáveis da Forca Aérea sinalizaram que no orçamento para o Ano Fiscal de 2013 havia sido incluído um montante de US$ 184 milhões para a substituição da aeronaves operacionais destruídas e para o programa CRH. Pesquisa, desenvolvimento, avaliação e testes subsidiados para o CRH foram reprogramados para apoiar a aquisição de duas aeronaves de teste. A Forca Aérea informou que o programa está em andamento, segundo as suas previsões para a substituição do HH-60G através de um concurso aberto, com a introdução da capacidade operacional inicial (IOC) planejada para o Ano Fiscal de 2018. No último mês de Outubro, segundo fontes oficiais, 67 helicópteros bimotor derivados do Black Hawk estão ainda na ativa, com 17 na Guarda Aérea Nacional (ANG) e 15 de reserva.

Fonte: AIN – Tradução: Cavok

Osprey dos Marines resgata piloto do F-15E, Super Stallions auxiliam resgate

7
Um MV-22 Osprey do Marine Medium Tiltrotor Squadron 266, 26ª Unidade Expedicionária dos Fuzileiros dos EUA, chega para pouso no convés de voo do USS Kearsarge, no Mediterrâneo. (Foto: Lance Cpl. Santiago G. Colon Jr. / USMC)

Membros da Estação Aérea de New River confirmaram que uma aeronave tiltrotora MV-22 Osprey esteve envolvida no resgate de um dos pilotos da USAF que sobreviveu a queda de um caça F-15E Strike Eagle na Líbia. O Osprey fazia parte da 26ª Unidade Expedicionária dos Fuzileiros Navais dos EUA (U.S. Marine Corps), que está destacada junto ao navio anfíbio USS Kearsarge, no Mediterrâneo. Essa teria sido a primeira missão de Busca e Salvamento em Combate (CSAR) realizada por uma aeronave Osprey.

A missão foi um resgate tático de aeronave e pessoal. Um dos pilotos da USAF que estava no caça F-15E que caiu consegui ejetar em segurança; o outro foi capturado pelos forças de oposição a Kadhafi e retornou para as tropas norte americanas. Helicópteros CH-53 Super Stallions de New River também auxiliaram o Osprey na missão.

Militares disseram que o resgate foi similar ao ocorrido em 1995 numa missão na Bósnia, envolvendo a 24ª Unidade Expedicionária dos Fuzileiros Navais dos EUA e o Capitão da U.S. Air Force Scott O’Grady, o qual posteriormente virou um filme de Hollywood, “Atrás das Linhas Inimigas”.

A 22ª Unidade Expedicionária dos Fuzileiros Navais dos EUA recentemente havia conduzido um exercício de treinamento para este tipo de missão.

IMAGEM DA SEMANA: Super Puma e Black Hawk juntos na CRUZEX V

4
Os dois helicópteros utilizados na Cruzex V: um UH-14 Super Puma da Marinha Brasileira e um H-60L Black Hawk da FAB, ambos em Campina Grande, Paraíba. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Hoje recebemos belas imagens de dois helicópteros que estiveram participando pela primeira vez da operação militar CRUZEX V: um UH-14 Super Puma do Esquadrão HU-2 “Pégasus” da Marinha Brasileira, e um  H-60L Black Hawk do 7º/8º GAv Esquadrão “Hárpia” da FAB. Essa foi a primeira vez também que uma aeronave da Marinha Brasileira participa da Cruzex, onde normalmente só participam aeronaves das forças aéreas. As fotos nos foram enviadas pelo Chefe de Operações do Esquadrão HU-2, o Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior.

Os dois helicópteros militares são enquadrados pela lente da câmera do Capitão Espozel do Esquadrão HU-2 da Marinha. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Durante as duas semanas de operações aéreas da Cruzex, as aeronaves dos dois esquadrões ficaram baseadas em Campina Grande, “com  a tarefa de executar operações de resgate em combate (CSAR)”, conforme explica o Capitão Espozel.

Essa foi a primeira vez que uma aeronave da Marinha Brasileira participa da Cruzex. (Foto: Capitão-de-Corveta Hélcio Blacker Espozel Júnior / Cavok)

Nota do Editor: O Capitão Espozel está “desembarcando” do HU2 para cursar o Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores na Escola de Guerra Naval, no Rio de Janeiro. Deixamos aqui em público o respeito e admiração pelo excelente trabalho realizado a frente do HU-2 e desejamos ao amigo Espozel muito sucesso nessa nova etapa profissional. Obrigado pela atenção e pela sempre colaboração com nosso site!

Helicóptero HH-71 da AgustaWestland é oferecido no programa CSAR-X da USAF

0
O helicóptero HH-71 é a proposta da AgustaWestland no programa CSAR-X da U.S. Air Force.

A AgustaWestland North America anunciou que está respondendo a requisição de informações da U.S. Air Force, oferecendo o helicóptero operacionalmente provado HH-71 para as missões críticas de busca e salvamento em combate (CSAR).

“Nós acreditamos que o helicóptero HH-71, baseado no provado em combate AW101, oferece uma plataforma robusta que vai de encontro as necessidades para missões de busca e salvamento em combate (CSAR) da U.S. Air Force, sem compromisso,” disse R. Scott Rettig, CEO da AgustaWestland North America. “Nós estamos ansiosos para trabalhar com a U.S. Air Force e demonstrar como o HH-71 é moderno, possui capacidades furtivas que são balanceadas com nossa confiança de uma madura e provada plataforma, enquanto um completo programa de exisgências CSAR for sendo desenvolvido.”

O modelo HH-71 é baseado sob a plataforma do helicóptero AW101.

Mais de 155 helicópteros AW101 estão em operação com governos e forças armadas pelo mundo. Com uma operação provada no Afeganistão e Iraque, o AW101 já passou da marca de 200.000 horas de operação com excepcionais níveis de disponibilidade.

A baixa assinatura acústica do HH-71, sua capacidade para operar em qualquer condição de tempo e a efetividade em ambientes severos tais como areia e neve, permite que os soldados completem suas missões de busca e salvamento em combate com velocidade, segurança e proteção. A aeronave possui três motores que oferecem a garantia que a missão possa ser completada com segurnaça, mesmo sobre condições hostis e de conflito.

O modelo HH-71 da AgustaWestland pode transportar 35 soldados sentados ou 16 pessoas em macas especialmente instaladas no comprtimento interno.

O AgustaWestland HH-71 oferece um excelente espaço interno na cabine, capaz de transportar 35 soldados sentados ou 16 macas para evacuações médicas, além de uma sala para tratamento embarcado – uma capacidade significativa sobre a plataforma normal.

Cavok nas redes sociais

62,566FãsCurtir
340Inscritos+1
6,558SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios