Tags Post com a tag "jsf"

Tag: jsf

Os Emirados Árabes Unidos revelam uma ambição para compra de caças de 5ª geração

0
AIR F 35A AA 1 Flight Top lg 500 - Os Emirados Árabes Unidos revelam uma ambição para compra de caças de 5ª geração
UAE poderá adquirir o F-35 JSF

dubai airshow MAIN 1007 - Os Emirados Árabes Unidos revelam uma ambição para compra de caças de 5ª geraçãoUm líder militar dos Emirados Árabes Unidos revelou que o país está prestes a definir a escolha de compra de um caça de quinta geração, e as chances recaem sobre o Lockheed Martin F-35 Joint Strike Fighter.

“Eu espero que em dois anos os Emirados Árabes Unidos, assim como outros países, tenham um caça de quinta geração,”  disse o Brigadeiro General Ibrahim Naser Alalawi, representante comandante do comando da Força Aérea e da Defesa Aérea dos Emirados Árabes Unidos. Alalawi fez um discurso para os chefes militares presentes no centro de convenções de Dubai, durante o Dubai Airshow.

O Lockheed F-35 é previsto para ser o único caça de quinta geração disponível para venda por talvez outra década. O chinês J-12 e o russo/indiano PAK-FA permanecem ainda no estágio inicial de desenvolvimento.

Os Emirados Árabes Unidos pensa em seguir o que outros países vem analisando – incluindo o Reino Unido, Austrália e Israel – de adquirir as primeiras unidades de exportação do F-35 previstas para serem entregues após 2013.

Ibrahim lembrou também durante o discurso sobre o preenchimento de uma área na força aérea, com os novos jatos avançados de treinamento. Os Emirados selecionaram o Alenia Aermacchi M-346 como principal treinador para os novos Lockheed F-16E/F Block 60.

A Força Aérea dos EUA (USAF), enquanto isso, está considerando comprar os M-346 como último passo antes dos pilotos começarem a voar os futuros caças F-35.

As leis dos Estados Unidos proibem aLockheed de vender o F-22 para outros países, mas o governo norte americano apóia as vendas do F-35 para os países aliados.

Mas as intenções dos Emirados não ficam somente com o F-35. A Força Aérea busca também um caça de quarta geração, e tudo indica que o Dassault Rafale deve ser  o escolhido, dentro em breve.

2 UAE F16 1200 500 - Os Emirados Árabes Unidos revelam uma ambição para compra de caças de 5ª geração
F-16E Block 60, dos Emirados Árabes Unidos

A Lockheed originalmente projeta as vendas para o F-35 no Oriente Médio desde 2002. Mas mais recentemente a empresa deixou passar algumas oportunidades privilegiando uma possível compra pelos Emirados Árabes Unidos. O F-35 não estará em exposição no Dubai Airshow, nem no stand da Lockheed e nem em exposição estática. Ao invés disso, o Lockheed F-16 estará se demonstrando diariamente nas cores do país anfitrião

Anúncios

Quarto F-35 de testes decola para o primeiro voo

0
6a00d8341c2cc953ef0120a69fc428970b 500 - Quarto F-35 de testes decola para o primeiro voo
F-35 AF-1 decola da Naval Air Station Fort Worth com o piloto Doc Nelson

O desenvolvimento do F-35 Joint Strike Fighter avançou significativamente no sábado, dia 14, quando decolou pela primeira vez o 4º protótipo, no programa que está bem atrasado no cronograma.

Às 1:34 pm, horário local de Dallas, o piloto de testes da Lockheed Martin, Doc Nelson, empurrou os manetes pera frente e deu potência para o F-35 de teste decolar na pista da Naval Air Station Fort Worth no primeiro voo.

Este foi o primeiro voo da aeronave de teste AF-1, a primeira redesenhada do modelo A de decolagem convencional como os outros que serão produzidos para Força Aérea dos EUA e para as nações aliadas que deverão adquirir os F-35.

O voo era originalmente previsto para um hora de duração, mas sem sinais de problemas e combustível sobrando, Nelson verificou diversos outros pontos antes de pousar às 3:10 pm, após quase 2 horas de voo.

O vice-presidente da Lockheed, Dan Crowley, e o gerente geral do programa F-35, Tom Burbage, assistiram o voo de dentro da torre de controle da empresa.

Crowley disse que o voo foi suave, com apenas alguns mínimos avisos durante o voo que foram sanados imediatamente.

Esse foi um importante momento para o programa. Os voos de teste estão bem atrás do cronograma e a Lockheed e os outros parceiros no projeto estavam sendo cobrados para fabricar e colocar essa aeronave em voo.

O F-35 AF-1 é o quarto avião de teste a voar em três anos. O primeiro protótipo, que não está mais em voo, voou em dezembro de 2006.

Os primeiros modelos B, de decolagens curtas e de pouso vertical (BF-1 e BF-2) voaram em junho de 2008 e em fevereiro desse ano, e fizeram um total de 37 voos. Essas duas aeronaves e o AF-1 incorporaram muitas mudanças no projeto que começou em 2004, dois anos antes do programa ser lançado para reduzir o peso da aeronave.

Oficiais disseram que esperam voar no AF-1 pelo menos umas 2 vezes nessa semana e muitas outras vezes antes de terminar o ano, na Base Aérea da USAF em Edwards.

Em Marietta, Geórgia, o BF-1 aguarda pelo segundo dia uma melhora nas condições do tempo para seu deslocamento para o centro de testes de voo da Marinha, em Patuxent River, para começar os testes de voos verticais.

Fonte: Lockheed Martin

Lockheed assina novos contratos com empresas australianas para o F-35

0

A Lockheed Martin aumentou o envolvimento da Austrália no programa do F-35 Joint Strike Fighter através da assinatura de um memorando de entendimento com duas empresas locais.

yourfile - Lockheed assina novos contratos com empresas australianas para o F-35
Lockheed F-35 JSF

De acordo com esse acordo assinado no dia 4 de novembro, a Quickstep, uma empresa sediada em Perth, será responsável pela fabricação de peças de material composto do estabilizador vertical, de portas de acesso e paineis do F-35. Esse trabalho será conduzido com o apoio da parceira no programa JSF, a Northrop Grumman, e poderão atingir valores de contratos de até 700 milhões de dólares australianos (US$ 635 milhões).

A Quickstep, a Lockheed e a Northrop pretende finalizar o contrato de 20 a 30 anos de duração em março de 2010, período esse em que deverão ser produzidos mais de 19.300 portas e paineis de acesso feitos de material composto. A companhia australiana produzirá mais de 21 diferentes componentes, incluindo paineis de acesso para manutenção, tampas do tanque de combustível e portas internas de acesso a armamentos.

Um outro memorando de entendimento poderá ser direcionado para Marand Precision, uma empresa baseada em Victoria, que produzirá estruturas do estabilizador vertical como um segundo fornecedor para a BAe Systems do Reino Unido. A Marand já trabalhou no programa do JSF por seis anos, projetando e desenvolvendo equipamento de suporte no solo e produzindo ferramentas para fabricação de avançadas partes compostas.

O Departamento de Defesa Australiano espera no final desse ano aprovar a aquisição de mais de 100 aeronaves F-35 para a Força Aérea Australiana. Até o momento, 25 empresas australianas possuem contratos com o programa JSF, no valor de mais de 200 milhões de dólares australianos.

Fonte: Flight Global

Começa a montagem do primeiro JSF do Reino Unido

0

A Northrop Grumman começou a montagem do fuselagem central para o primeiro F-35 Joint Strike Fighter para o Reino Unido, na fábrica de Palmdale, Califórnia.

yourfile - Começa a montagem do primeiro JSF do Reino Unido
Detalhe da peça do JSF

Os membros do time JSF disseram que atingiram esse momento três dias antes do previsto, quando moveram um duto da entrada de ar, feito de material composto, para a aeronave BK-1 STOL/VTOL (short take-off and vertical landing), no dia 26 de outubro.

Cavok nas redes sociais

61,607FãsCurtir
340Inscritos+1
6,260SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,300InscritosInscrever
Anúncios