No vídeo abaixo pode-se ver um trecho do documentário “Tankers en plein ciel”, feito pelo canal Francês, France 5, em 2004. O vídeo é fascinante para que gosta de ver um trimotor a jato como o Boeing 727 decolando de pistas de terra.

O vídeo total tem 45 minutos de duração e mostra aeronaves Boeing 727 e C-130 Hercules decolando e pousando em pistas de terra. As operações de carga mostradas eram em Angola. Esses cargueiros decolavam repletos de galões de combustível para abastecer os veículos usados nas minas de diamantes, que ainda são inúmeras pelo país africano. Como era perigoso transportar esses galões pelas estradas sem controle, utilizavam o meio aéreo como alternativa.

Pequenas empresas aéreas de carga foram criadas, como a Air Gemini e a Transafrik (mostrada no vídeo abaixo). As pistas usadas eram curtas e muito onduladas, fazendo com que os pilotos pulassem muito dentro da cabine durante as decolagens e pousos.

Como as aeronaves estavam repletas de combustível, alguns pilotos diziam que estavam voando com verdadeiras bombas aéreas, inclusive relatando que em algumas decolagens as aeronaves já foram até alvejadas com balas.

Atualmente a situação nas estradas melhorou e como ficou mais barato esse tipo de transporte, a demanda pelo transporte de carga aéreo diminuiu, levando ao fim dessas operações. A Air Gemini atualmente transporta passageiros também, e alguns 727 foram transformados em versões combi (passageiros + carga).

Os pilotos entrevistados falam que voavam aproximadamente 300 horas de voo por mês! Seguidamente ficavam voando sem parar por três dias. O único Boeing 727 da TransAfrique, custou cerca de US$1 milhão, e o retorno sobre o investimento foi feito em apenas um mês! Em cada voo, eles cobravam US$10.000. Os pilotos recebiam cerca de US$20.000 por mês. As aeronaves 727 do vídeo são operadas em sua maioria por pilotos de Angola.

Anúncios