Uma aeronave de teste Lockheed Martin F-35B Lightning II de decolagem curta / pouso vertical (STOVL) completou recentemente a primeira decolagem vertical (VTO) já realizada no dia 10 de maio. As VTOs são um dos muitos recursos necessários para colocar em operação uma aeronave F-35B.

Embora não seja uma capacidade de combate, as VTOs são necessárias para o reposicionamento da aeronave STOVL em ambientes onde um jato não poderia realizar uma decolagem curta. Nestes casos, o jato, com uma quantidade limitada de combustível, executaria uma VTO para percorrer uma distância curta.

Anúncios

15 COMENTÁRIOS

  1. Incrivel como essas marionetes de Hollywood estão cada dia melhores!!!!!! ou será que contrataram um estudio chinês?

    falando serio, e impressionante a tecnologia, mas a quantidade de partes moveis do aparelho me parece um ponto fraco, pois aumenta o numero de componentes sujeitos a desgaste e sem duvida a severidade da sua aplicação será elevada, principalmente para marines e Royal Navy, que acha deverá rever sua postura e encomendar essa versão também!!!

  2. É, ele é uma porcaria cheia de partes móveis.

    Agora eles estão pensando em por asas num guarda-roupa pq tem menos partes móveis e não estraga!

    Mas ah! Vão fazer com madeira véia, dura, daquelas que não estragam nunca!!

    E depois contratarão um estúdio chinês e vão chamar:" J-tlinta e tleis, o gualda-lopa istélfi." Os mísseis vão sair da baia interna que vem de Nárnia, e vão derrubar os "amelicanomalvadomatadolesdecliancinhas".

  3. Se o rabão não torcer bem…
    não sai do chão…hehehe

    Saaalve o F-35Bullshit …a versão mais tosca e insegura …!!
    Inté+

  4. Enquanto você fica resmungando aqui o F-35 segue em frente para entrar em serviço, e a suaamada jaca sofrendo cortes no país de origem e os indianos enrolando para assinar o contrato…..é meu caro, sua dor de cotovelo é dose!

  5. Poxa, falam bobagem a beça. a tecnologia dele é impressionante.
    É um equipamento muito importante – claro, sem a Yakovlev pra mostrar o cmainho das pedras esse F35 ia demorar mais uns anos… – para os EEUU, pois o futuro depende de porta-aviões menores e mais velozes com estes aviões aí mesmo.
    Acho que a novidade é que este é o F-35B "de produção" decolando. Prova de que o programa está seguindo. Os EEUU precisam mostrar cada peidinho do avião, porque é um projeto caro e que é questionado faz tempo…

  6. Calma,
    O contrato indiano vai sair…a seu desgosto invejoso…hehehe
    Espero que não tenha um infarto no dia.!!

    E a sua adorada banana sueca NewGororoba-E ??

    Ninguém quer, nem mesmo os suiços, pois enxergaram o qto sai caro sua gambiarra vergonhosa.

    Não gosto mesmo do F-35 versão (B)ullshit, assim como muitos aqui, logo logo começarão os acidentes.

    Morro de rir de vc colega !!!
    Dor de cotovelo em mim faz cócegas…rsss

  7. Aquele mesmo contrato onde os indianos descobriram que a tal "Transferênfia di tequinúlugia" era conversa para boi dormir, onde eles quiseram tirar a HAL da jogada e colocar uma firma camarada sabe-se lá porque, provavelmente para fazer aquela ToT deles para eles mesmos, e onde não queriam que os indianos fabricassem os 108 exemplares do contrato? Nem você abanando o rabinho a coisa vai se resolver com facilidade…..

    E quanto ao F-35, seus comentários apenas traduzem seu incorrigível complexo de viralata latinoamericano invejoso….fazer o quê né?

  8. Podiam é divulgar o raio de ação dele armado para combate ar-ar decolando na vertical.

  9. MJBlaya,

    A razão dessa configuração é que ela não possui as limitações da configuração do Harrier, com os bocais direcionais, que é configuração que é propensa a super-aquecimento e bastante limitada…

Comments are closed.