Em um novo vídeo impressionante, o piloto da asa a jato Yves Rossy provou que agora não precisa mais saltar de um avião ou helicóptero para voar. Agora ele pode decolar do solo usando um novo sistema autônomo VTOL que parece uma maneira quase relaxante de voar.

A incapacidade de decolar do solo sempre foi a fraqueza da impressionante máquina de voo pessoal montada nas costas de Rossy. Ser lançado de grandes altitude sempre era complicado, mas uma vez que estava no ar, ele parecia absolutamente livre, subindo, mergulhando e voando como um pássaro com a vantagem da sustentação gerada pelas asas para aumentar a eficiência do voo.

Agora, com quatro novos e mais potentes motores a turbina Jetcat P550 na asa, ele agora tem sustentação vertical suficiente para subir e voar em uma velocidade de até 180 km/h (veja o vídeo abaixo) e vem trabalhando com uma equipe suíça para desenvolver um sistema de decolagem vertical autônomo e auto-balanceada.

Recentemente ele divulgou mais imagens do novo método, decolando e pairando sobre um lago antes de voltar para o solo. E o novo sistema parece tão simples. Os braços de Rossy estão completamente livres, ele usa nada além de controles com os dedos embutidos em suas luvas, e a asa a jato se equilibra graciosamente. Do alto, ele parece ter a capacidade de se movimentar lentamente no modo a pairar e pousar suavemente com seus pés.

Imagina-se que há trabalho a ser feito na transição para o voo, e Rossy sugere que o pouso do segundo voo “estava um pouco complicado”, mas parece que a capacidade de prender uma asa a jato nas costas, levantar-se do solo e subir como uma águia através das nuvens ao lado de aviões está chegando ao seu alcance.

Os testes continuarão no novo ano. Assista ao vídeo abaixo:

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais um grande realizador. Fico só triste por não poder ter esse prazer de voar como ele.
    Para cima e avante!

Comments are closed.